X

Ex-top 10, Almagro anuncia aposentadoria em carta emocionante

Segunda, 08 de abril 2019 às 10:15:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Aos 33 anos, o espanhol tricampeão do Brasil Open e ex-top 9, Nicolas Almagro, anunciou através de uma emocionante carta que irá se aposentar do tênis profissional esta semana, em sua cidade natal, Murcia, no clube que o criou para o esporte.



Em uma carta longa, de três páginas, Almagro nomeia um a um os agentes principais em sua formação como jogador. Em mais de um momento cita os irmãos Balta e Juan, a quem via jogar nas quadras do Murcia Club de Tênis e com quem deu suas primeiras raquetadas.

Dono de um backhand de uma mão potente, Almagro dedicou um parágrafo de agradecimento a cada um de seus treinadores, começando pelo primeiro Antonio Gonzalez Palencia, passando por Jose Perlas com quem se profissionalizou e chegou ao top 10 em maio de 2011, incluindo Samuel López, Jose Luiz Molina e Juan Carlos Ferrero em seus quatro anos de Equelite e por fim o argentino Mariano Monachesi.

"Você chegou num momento complicado, mas tivemos tempo de celebrar um título juntos. Você largou tudo por uma aposta, tentou de tudo, esteve comigo nos momentos mais complicados da minha carreira e mais bonitos da vida. Curti e aprendi muito, apenas lamento que as lesões não nos deixaram cumprir tudo o que combinamos", escreveu a Monachesi.

O tenista espanhol aproveitou para agradecer seu agente, Albert Molina, que passou a acompanhá-lo a partir dos 14 anos. E também a seu médico pessoal, Paco Martinez, com quem consulta desde os oito anos de idade. O tenista também citou os pais e seus sacrifícios para torná-lo tenista, os fãs, o filho Nico e a esposa Rafaela, a quem conheceu nos corredores do Real Club de Tênis de Barcelona, durante uma disputa do ATP 500 local.

Um dos melhores sacadores espanhóis, Almagro termina a carreira com quase 5.500 aces executados, 13 títulos profissionais em nível ATP e outro 10 vice-campeonatos. Seus títulos foram todos no saibro.

Seus melhores resultados em torneios do Grand Slam foram quartas de final no Australian Open 2013, em um jogo que perdeu para David Ferrer de virada tendo sacado para o jogo duas vezes no terceiro set, e outras três quartas de final em Roland Garros (2008, 2010 e 2012) perdeu todas para Rafael Nadal.

Confira a carta do espanhol, na íntegra.


banner
banner