X

Principal favorito, russo se encanta com Niterói e busca retomar o Nº 1

Sexta, 26 de abril 2019 às 17:00:21 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Poucas praias, muito frio, mas um dos países que mais se desenvolvem no Beach Tennis. A Rússia, que foi campeã mundial por equipes em 2016, veio em peso para Niterói (RJ) para a disputa do Rio Beach Tennis Tour e tem em Nikita Burmakin sua principal esperança de título. Ele ocupava a liderança do ranking até março e agora vice-líder da tabela busca no evento o retorno ao topo. A competição, jogada na praia de São Francisco, tem parceria com a Secretaria de Esportes e Lazer de Niterói, no estado do Rio de Janeiro, e conta com premiação de US$ 3 mil em premiação (R$ 11 mil) e dá hospedagem aos atletas principais atletas. O evento tem 282 atletas de 11 países e dez jogadores no top 10 do masculino e feminino. Além do Brasil o evento tem jogadores da França, Rússia, Alemanha, Chile, Argentina, Venezuela, México, Letônia e África do Sul.



Burmakin atua ao lado do italiano Tomaso Giovannini, terceiro do mundo, o que forma a melhor dupla da atualidade, campeã do torneio de Aruba, o maior em número de atletas do mundo e dos mais importantes do planeta. Os dois treinaram nesta sexta-feira e principais favoritos estreiam neste sábado ainda com rivais a definir. Burmakin joga pela primeira vez em Niterói e está encantado com a cidade e a praia: "Está bem quente, não estou muito adaptado a isso, mas em todo caso a umidade estava okay mesmo após longa viagem vindo do Marrocos . Curti muito a paisagem da cidade com as montanhas, o mar tem boa temperatura. Amamos a areia, é macia e rápida, bom pra nós. Não temos muitas praias na Rússia, jogamos mais em quadras cobertas e especiais e mais lentas. Diante do que temos na Rússia sinto aqui muito rápido, mas gostamos pois nossa tática é de muito ataque e preciso de areia rápida para isso, disse o jogador natural de São Petersburgo.  

Campeão na semana passada no Marrocos ao lado do italiano Nicola Strano, Burmakin chega ainda mais confiante e com peso extra no evento em Niterói onde poderá garantir o retorno ao topo ocupado pelo espanhol Antomi Ramos: "Esse torneio é muito importante pra mim, se vencer volto ao topo. Psicologica e mentalmente é muito bom ter sido o número 1, você gasta sua vida para jogar, é importante ter sucesso, ser o número 1 é um caminho bem longo, não é ganhar um ou dois torneios, tive que ganhar ou estar na final em quase todos os grandes torneios, longo caminho", afirma Burmakin que apesar do sucesso no esporte ainda tenta um patrocinador mais forte para viajar no circuito. Ele tira o sustento não só dos torneios, mas também dando aulas de Beach Tennis e de tênis. Burmakin foi um dos cinco melhores tenistas do juvenil em seu país, mas optou por fazer faculdade e por lá jogou seis anos de vôlei como atacante e líbero conquistando título pelo clube da escola naval na cidade.

No Rio Beach Tennis Tour são pelo menos nove jogadores russos na disputa pelo principal troféu, seis deles disputam nesta sexta-feira o torneio ITF US$ 0 que dá 10 pontos no ranking mundial da Federação Internacional de Tênis. Burmakin explica o sucesso recente e o crescimento do esporte em um país tão gélido e carente de praias: "Está crescendo bastante, agora na maioria das cidades temos quadras. Em São Petersburgo temos mais de 60 quadras cobertas em cinco diferentes lugares e mais e mais pessoas jogam e o mais importante são os jovens vindos do tênis e estamos com os primeiros jogadores vindos do Beach Tennis direto e com o sucesso do nosso time nacional muitos jogadores ficam mais motivados. Temos três dos maiores torneios do mundo. Pela primeira vez teremos um torneio em São Petersburgo este ano e chamamos todos para prestigiarem, será no centro de São Petersburgo na fortaleza construída por Pedro O Grande, muito bonito, em frente a ele será a quadra central e as quadras de fundo. Teremos torneio Amador, Juvenil, Simples, Dupla, Dupla Mista. 8-14 de Julho, logo depois do Mundial por Equipes (em Moscou, além do torneio de Kazan)".

Burmakin acredita nas chances russas na busca pelo bicampeonato mundial em casa em julho. Os russos surpreenderam o mundo com o troféu há três anos. Apenas a Itália e o Brasil venceram o evento, os brasileiros comandados pelo capitão e lenda do Beach Tennis, Alex Mingozzi, superaram os italianos na decisão de 2018. Para Nikita esses e o time deles são os principais em 2019: "O Mundial é o central, o mais importante para a equipe russa , precisamos treinar e nos prepararmos de forma dura, jogar partidas perfeitas, faremos o melhor para buscar o título de novo , temos um bom time e estamos ansiosos para competir. Sem dúvida o número 1 favorito é a Itália, depois Brasil e nós e depois França e Espanha. A França melhorou muito assim como a Espanha, só fica mais difícil com o formato dupla masculina, dupla feminina e mista". 

O sorteio da chave principal do ITF US$ 3 mil + Hospedagem ocorre na noite desta sexta-feira não antes das 18h no restaurante Bem Dito na orla de São Francisco. Os jogos deste sábado largam a partir das 8h com o feminino e 10h30 com o masculino. As semifinais e finais acontecem no domingo a partir das 9h. A final feminina acontece às 14h e a masculina a partir das 15h30.  

Torneio ITF US$ 0 dá a largada e agita a praia de São Francisco nesta sexta-feira

 

A sexta-feira segue agitada na orla de São Francisco com cerca de 90 jogos distribuídos nas 24 quadras em duelos das categorias amadoras 40 e 50+ nos veteranos e no profissional Masculino e Feminino com evento com premiação ITF US$ 0 e 10 pontos no ranking mundial.  

A dupla russa formada por Ekaterina Glazkova/Veronika Pershina avançou e disputa a semifinal contra a dupla das cariocas Nathália Costa/Paula Cortez. Nathália Costa está radicada em Santa Catarina atualmente. As outras semifinalistas ainda estão por definir. Teremos ao menos mais uma dupla brasileira na semifinal com Sofia Kelbert/Isadora Simões. Elas pegam a venezuelana Maria Ceballos e a argentina Jessica Orseli.  

No masculino três duplas brasileiras se garantiram na semifinal. Cabeças de chave 3, os cariocas Luiz Gimpel e Kuteer Vollmer passaram pelos paulistas Adolfo Januário e Eduardo Russi por 6/3 6/2 e duelam contra os vencedores do confronto entre os russos Yaroslav Korotchenko/Andrey Kozbinov, cabeças de chave 1, e os argentinos Emiliano Rossini/Adrian Gudon. Cabeças de chave dois, os brasileiros Felipe Poffo/Ricardo Barone vão enfrentar os vencedores do duelo entre as duplas nacionais Lucas Lima/Andrei Ludiwg e Gabriel Santos/Flavio Arouca. 

As finais do feminino e masculino serão jogadas não antes das 16h nesta sexta. 

 

Torneio dá início a disputa por vagas na Copa das Federações 

 

A competição também é importante aos atletas do estado do Rio de Janeiro. Será a primeira etapa onde os jogadores de todas as categorias no profissional e no amador vão somar pontos na busca por representar o estado na Copa das Federações que será jogada em outubro, evento organizado pela Confederação Brasileira de Tênis. 

 

 

Resultados de momento ITF US$ 0 - Sexta-Feira (26/04): 

 

Masculino

 

Quartas de Final 

 

(3) Luiz Gimpel/Kuteer Vollmer (BRA) 6/2 6/3 Adolfo Januário/Eduardo Russi (BRA) 

 

(2) Felipe Poffo/Ricardo Barone (BRA) 6/3 6/0 Gabriel Spíndola/Antonio Tremura (BRA) 

 

(1) Yaroslav Korotchenko/Andrey Kozbinov (RUS) x Emiliano Rossini/Adrian Gudon (ARG)

 

(4) Lucas Lima/Andrei Ludiwg (BRA) x Gabriel Santos/Flavio Arouca (BRA)

 

1ª Rodada 

 

(1) Yaroslav Korotchenko/Andrey Kozbinov (RUS) 6/3 6/3 Leandro Custódio/Murilo Mariano (BRA)

 

Emiliano Rossini/Adrian Gudon (ARG) 6/3 6/1 Carlos Kirmayr/Diego Rodrigues (BRA)

 

(4) Lucas Lima/Andrei Ludiwg (BRA) 6/3 6/1 Victor Sianga/Wagner Lima (BRA)

 

Gabriel Santos/Flavio Arouca (BRA) 6/3 6/2 Gabriel Nobrega/Felipe Novello (BRA) 

 

Adolfo Januário/Eduardo Russi (BRA) 7/6 (4) 7/5 Alvaro Campanharo/Felipe Simões (BRA) 

 

(3) Luiz Gimpel/Kuteer Vollmer (BRA) 6/2 6/1 Luiz Basile/Patrício Iturra (BRA/CHI) 

 

Gabriel Spíndola/Antonio Tremura (BRA) 6/3 6/2 Matias Sepulveda/Luiz Oliveri (CHI/BRA)

 

(2) Felipe Poffo/Ricardo Barone (BRA) 6/0 6/0 Pedro Consiglio/Victor Roman (BRA) 

 

Feminino

 

Quartas de Final

 

(1) Ekaterina Glazkova/Veronika Pershina (RUS) 2x0 Hanna Santiago/Marília Rocha (BRA) 6/4 7/6 (5) 

 

Nathália Costa/Paula Cortez (BRA) 6/4 6/1 Ailin Wirth/Belen Tejeda (ARG) 

 

(3) Maria Ceballos/Jessica Orselli (VEN/ARG) 6/2 6/3 Roberta Alves/Catharina Minervini (BRA)

 

(2) Sofia Kelbert/Isadora Simões (BRA) 6/3 6/4 Claudia Joppert/Brunelia Paiva (BRA)

 

1ª Rodada

 

Hanna Santiago/Marília Rocha (BRA) 6/0 7/5 Thaís Slobach/Helga Jeske (BRA/AFS) 

 

Nathália Costa/Paula Cortez (BRA) 6/0 6/2 Elena Koval/Daria Zheludchenko (RUS) 

 

Ailin Wirth/Belen Tejeda (ARG) 6/0 6/1 Eliane Branco/Sofia Marambio (BRA/CHI) 

 

Roberta Alves/Catharina Minervini (BRA) 2/6 6/2 6/2 Caroline Gurgel/Juliana Melo (BRA)

 

Claudia Joppert/Brunelia Paiva (BRA) 6/3 2/6 6/4 Luzelia Oliveira/Agatha Wanderley (BRA)

 

Confira a Programação do Rio Beach Tennis Tour:

 

26 Abril - Sexta-Feira

 

Profissional - Torneio ITF US$ 0 

 

Feminino - 8h30 / Masculino - 9h30

 

Amador 

 

Veteranos 40+

 

Feminino - 10h / Masculino - 12h

 

Veteranos 50+ 

 

Feminino 14h

 

Masculino 15h 

 

27 de Abril - Sábado 

 

Profisional - Torneio ITF US$ 3 mil

 

Feminino - 8h / Masculino - 10h30

 

Amador

 

Dupla Masculina e Feminina C - A partir das 8h

 

Dupla Masculina e Feminina B - A partir das 10h

 

Dupla Masculina e Feminina A - Masculino 12h e Feminino 14h

 

28 de Abril - Domingo

 

Profissional

 

Semi Finais - Feminino 9h e 10h / Masculino 11h30 e 12h30

 

Final Feminina - 14h / Final Masculina - 15h30

 

Amador

 

A, B e C - Semifinais às 9h e Finais às 10h

 

Dupla Mista - C e B a partir das 11h

 

Dupla Mista - A a partir 11h30 

 

A etapa de Niterói tem o patrocínio da Secretaria de Esportes e Lazer de Niterói, conta com o co-patrocínio da Honda Hayasa e os apoios do Hotel Solar do Amanhecer, Prophylaxis Clinica de Vacinação e Mario Roberto Faria Advogados. O evento é uma realização da agência Have Fun e tem a chancela da Confederação Brasileira de Tênis, Federação Internacional de Tênis e da Tênis RJ. 

banner
banner