X

Djokovic: 'É bom que Federer e Nadal estejam de volta'

Terça, 28 de fevereiro 2017 às 10:03:19 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Em seu primeiro treino em Acapulco, no México, nesta segunda-feira, onde estreia esta noite no ATP 500, Novak Djokovic levou quatro mil pessoas para as arquibancadas do torneio jogado sobre o piso duro. Ele encara às 21h o eslovaco Martin Klizan.



Leia Mais:

Federer coloca Roland Garros em dúvida

Suíço descarta favoritismo em Dubai

"É a primeira vez que venho ao México e busco ter uma semana muito positiva. As condições aqui estão dura, mas é igual pra mim e o restante. Espero dar o melhor de mim, Klizan será um rival muito duro em primeira rodada, é muito imprevisível. Vamos ver o que rola", disse o sérvio arranhando o espanhol que aprendeu com um de seus irmãos. 

Nole explicou o motivo para não jogar Dubai este ano: "Estive lá por muitos anos, queria mudar e visitar um lugar novo, desde que cheguei aqui só recebi carinho e todos se mostram encantados com o torneio. Estou muito contente de estar no México".

O sérvio afirmou que o tempo que teve após a derrota no Australian Open o fez recuperar a motivação com sua família e amigos.

Sobre a final da Austrália entre Roger Federer e Rafael Nadal ele pontuou: "Todos que amam o tênis estiveram emocionados por ver a final na Austrália. Fazia tempo que não se via a final entre os dois e penso que é importante que estejam de volta a uma final e lutando por grandes troféus. Eles contribuíram muito para fazer o esporte popular no mundo. Considero os dois duas lendas. Só pode trazer coisas positivas que estejam de volta tão fortes"

Sobre o título de Federer aos 35 anos, Nole declarou: "Foi surpreendente vê-lo ganhar nesta idade. Depois da lesão que teve deve estar orgulhoso de competir nesse nível alto".

 

banner
banner