X

Quem será o próximo Federer ? Lista aponta promessas do tênis abaixo dos 21

Sexta, 01 de outubro 2021 às 13:18:55 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Após seguidas cirurgias no joelho e uma sequência de resultados ruins - ao menos para alguém considerado um dos maiores nomes do esporte mundial-, Roger Federer chegou aos 40 anos dizendo que ainda não pretende se aposentar.



O tenista, que já ficou de fora do US Open, também não vai entrar em quadra na Laver Cup pelo time Europa.
Diante disso, as especulações sobre um sucessor para ocupar o lugar do suíço na primeira prateleira do tênis mundial já começaram, segundo o site  sportsdomainlab.com . Ainda que seja difícil o surgimento de um tenista capaz de vencer 20 títulos de grand salam e encantar o mundo com tamanha elegância dentro de quadra, as apostas em jovens atletas já começaram, especialmente na mídia esportiva.
Recentemente, a ESPN norte-americana mapeou revelações do tênis com menos
de 21 anos que podem figurar entre estrelas do esporte em um futuro próximo.
Enquanto lendas como Federer parecem caminhar para o fim da carreira, outros
tenistas começam a despontar e chamar a atenção dos amantes do esporte.
Um desses tenistas atende pelo nome de Carlos Alcaraz. Aos 18 anos, o espanhol é tido como provável substituto de Rafael Nadal como atleta mais importante da modalidade no país. Para se ter uma ideia, na última edição do US Open, ele derrotou o número 3 do mundo, Stefanos Tsitsipas, em uma partida de cinco sets e pouco mais de 4h de duração. Um duelo que valeu uma vaga nas oitavas e uma exibição que conquistou fãs em várias partes do mundo.
Nas oitavas de final, nova vitória, desta vez contra Peter Gojowczyk. A eliminação veio apenas nas quartas, após sucumbir fisicamente diante de Auger-Aliassime.
Atual número 55 do mundo, o jovem espanhol desponta para ser uma sensação do tênis em poucos meses. Quando alguém na idade dele consegue fazer o que ele está fazendo é porque tem algo especial. Ao mesmo tempo, ele é humilde o bastante para continuar trabalhando. "Realmente acredito que ele vai conseguir queimar etapas muito rápido", disse Rafael Nadal durante um evento em maio deste ano.
Outro que figura nesse grupo seleto é justamente Auger-Aliassime, algoz de Alcaraz nas quadras norte-americanas e que aos 21 anos também surge como um dos principais nomes  para o futuro do tênis. O canadense caiu nas semifinais do US Open para o russo Medvedev,  mas a derrota por 3 sets a 0 não diminuiu em nada as expectativas sobre o futuro do tenista. Atual número 11 do mundo, o canadense já é tido como uma realidade do tênis mundial.
Com menos holofote do que os citados anteriormente, o francês Hugo Gaston também começa a chamar atenção na comunidade europeia do tênis. Aos 20 anos, o atleta surpreendeu a todos por seu desempenho no torneio de Roland Garros no ano passado, quando conquistou três vitórias, incluindo uma vitória sobre o campeão do Aberto da França de 2015 Stan Wawrinka. Ele só foi parado por seu compatriota Dominic Thiem.
Para se ter uma ideia do feito, Gaston foi o jogador com a classificação mais baixa - ele era o número 239 do mundo à época - a chegar à quarta rodada em um grand slam desde 2004. "Foi um torneio incrível para mim", disse ele após a eliminação.
Daqui uns anos, um desses tenistas pode despontar como grandes campeões. Se eles vão vingar e seguir o caminho dos títulos...bom, isso só o tempo dirá.

banner
banner