X

Troicki confirma aposentadoria e diz que não gostam de Djokovic por ser sérvio

Quinta, 29 de abril 2021 às 11:41:28 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Ex-top 10 e atual capitão da Sérvia na Copa Davis, Viktor Troicki se encaminha para a aposentadoria do tênis profissional aos 35 anos e em entrevista a revista sérvia Objektiv afirmou que rejeição a Novak Djokovic tem a ver com sua origem.



Leia mais

Djokovic lamenta ausência em Madri

O tenista afirmou categoricamente, pela primeira vez, que 2021 é sua última temporada como tenista profissional. “Já sou um veterano do esporte. Estou terminando minha carreira aos poucos, em breve, o plano é jogar mais alguns torneios. Já me programei para terminar este ano. Estou mudando para outros empregos relacionados a esportes, voltado como treinador profissional. Estou ansioso por estes novos desafios e espero que tudo corra bem”, disse ele à versão imprensa da revista. 

No site da revista é possível ler o trecho da entrevista em que Troicki fala como "capitão da Copa Davis" e exalta os cinco compatriotas que hoje fazem parte do top 50 da ATP (Novak Djokovic, Filip Krajnovic, Dusan Lajovic, Laslo Djere e Miomir Kecmanović): "Temos uma seleção nacional forte, poucos (países) podem se orgulhar disso".

Amigo pessoal do número 1 do mundo, Troicki foi questionado sobre o que acha do tratamento classificado pela revista como "hostil" dado a Djokovic pela "mídia ocidental".

"Todos nós vemos essa aversão. É muito fácil ver. O fato é que Rafael Nadal e Roger Federer estavam no topo antes de Nole aparecer, e então de repente um cara da Sérvia veio e ganhou todos os torneios. Isso não agrada aos outros. Todos nós sabemos como tem sido a situação do nosso país nas últimas décadas, o mundo não tem uma boa imagem de nós, nem todos, mas alguns condenam e têm uma imagem errada", decretou e seguiu: "Ele é acima de tudo um homem bem-intencionado, quer ajudar a todos, o que muitas vezes já demonstrou. Quem o condena, ou não o conhece, ou quer causar situação onde não existe. (Isso) Não é legal, eles estão errados em muitas situações, com toda a certeza".

Troicki também foi questionado sobre os resultados abaixo do esperado de Djokovic em torneios recentes no saibro e ressaltou após ponderar que resultados adversos são normais no esporte: "A prioridade dele é vencer Grand Slams. Em Paris pode ser um pouco mais difícil, mas ele é favorito em Wimbledon e no US Open, com certeza ele vence outro Slam esse ano".

Por fim, ao ser questionado sobre a vacina da COVID-19, Troicki disse: "Ainda não se sabe ao certo o que é oficial, o que vai acontecer com a vacina, quantas vezes ela terá que ser recebida, então ainda não tomei".

 

banner
banner
banner