X

Mouratoglou: 'Serena é a única ameaça. Ninguém pode batê-la'

Terça, 31 de maio 2016 às 16:29:12 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O francês Patrick Mouratoglou, treinador da líder do ranking feminino, Serena Williams, e um dos profissionais mais respeitados de seu país no tênis concedeu uma entrevista ao site de Roland Garros e falou sobre o favoritismo de sua pupila.



Mouratoglou falou sobre a próxima adversária de Serena na competição, a ucraniana Elina Svitolina, pupila da ex-número um do mundo e grande adversária da norte-americana, Justine Henin. O francês classificou a jovem, ex-líder do ranking juvenil, como "perigosa" e a comparou a russa Vera Zvonareva, ex-top 3 e uma adversária que sempre deu trabalho a mais nova das irmãs Williams.

"Svitolina é perigosa. Primeiro de tudo, ela é jovem. Jogadoras jovens muitas evzes não têm muito medo, porque eles têm aquela inocência e isso é perigoso. Ela é uma jogadora muito boa, uma das melhores em movimentação no circuito. Ela é muito, muito rápida. É lutadora. Ela me lembra Zvonareva. Pra mim, ela tem o mesmo perfil: é alguém que se move muito bem, que lê o jogo, que cobre bem a quadra, com um bom topspin no forehand. Mas ela joga tênis por porcentual, sem muitos erros, devolve muito bem. Provavelmente sua fraqueza seja o saque, mas tirando isso não tem muitas fraquezas e não é fácil tirá-la de posição por causa da sua qualidade ao se movimentar. mas ok, se você quer ganhar você tem que ter jogos duros", pontuou.

Questionado sobre uma colocação feita pela ex-número um do mundo, a espanhola Arantxa Sanchez Vicario, que vê romena Simona Halep e a compatriota Garbiñe Muguruza como ameaças ao favoritismo de Serena, Moratouglou concordou, mas fez questão de destacar a ucraniana:

"Eu meio que concordo, mas acho Svitolina perigosa também, por exemplo. Eu acho que a única ameaça é Serena. Eu não acho que alguém possa batê-la, se ela estiver lá, dentro do jogo, se ela lidar com o que tem que lidar, que supostamente ele precisa fazer, eu não acho que alguém possa batê-la. Estou 100% certo disto. Eu acho que temos que estar focados. Eu concordo com Arantxa Sanchez Vicario, talvez eu dissesse o mesmo, mas sou o treinador de Serena", finalizou rindo.

banner
banner