X

Stakhovsky pede banimento de atletas que estiveram em evento pró-guerra

Sexta, 25 de março 2022 às 10:59:46 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O ucraniano Sergiy Stahkovsky, primeiro ex-tenista a desembarcar em Kiev para se unir ao exército de seu país para defendê-lo da invasão russa, gravou um vídeo pedindo que as entidades máximas do esporte expulsem atletas apoiadores do regime de Vladmir Putin.



O vídeo, publicado originalmente no Instagram do ex-tenista, foi compartilhado pelo compatriota Illya Marchenko, atual 252º e número 1 do país, em seu canal no Youtube.

Stahkovsky fala diretamente de um evento realizado pelo governo Putin na última semana em Moscou, que encheu um estádio de futebol para celebrar o que a Rússia chama de "intervenção militar" em território ucraniano para eliminação de "nazistas" no país vizinho. 

Stahko chamou a atenção para os atletas olímpicos, a maioria recém chegados ao país das Olimpíadas de Inverno de Pequim, na China, que estiveram no centro do palco da "celebração" com suas medalhas olímpicas ao lado do presidente russo.

O ucraniano nomeia um a um dos atletas, enumera suas conquistas e ainda pontua que os atletas homens possuem cargos ou nas forças militares russas ou na polícia, o que em suas palavras: "Demonstram ainda mais que eles estão favoráveis a essa invasão". 

Ainda de acordo com Stahkovsky, estes atletas estão utilizando de sua influência e imagem vencedora para apoiar as "barbáries" russas que inclui: "o assassinato de inocentes, em especial crianças e pessoas vulneráveis da Ucrânia".

Durante todos os perfis, o ex-top 30 ainda ressalta que os atletas russos por ele criticados: "conhecem bem o ocidente", "curtem passar seu tempo de diversão nos países do oeste (Ocidente)" e "gostam de ostentar carros europeus e viverem no verão europeu". "Eles conhecem o lado bom do Ocidente, já viajaram o mundo, mas preferem ignorar isso e dar sua imagem em apoio a Putin".

Confira:

banner
banner