X

Navratilova critica censura de mensagens a favor de Shuai Peng na Austrália

Segunda, 24 de janeiro 2022 às 12:01:20 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O caso de Shuai Peng ganhou novos contornos durante o Australian Open, quando a organização do torneio impediu manifestações de torcedores, que queriam entrar com camisas e cartazes com os dizeres "Where is Peng Shuai?".



Leia mais:

Organizadores defendem proibição de camisas sobre Shuai Peng

Martina Navratilova, um dos maiores nomes da história do tênis mundial, criticou a decisão da Tennis Australia, que ratificou a postura de impedir a apresentação do manifesto.

Depois de criticar em suas redes sociais, chamando a ação de "patética", ela também falou ao Tennis Channel.

"O esporte sempre esteve na vanguarda de movimentos sociais. Posturas como esta são covardes. Não é uma manifestação política, mas sim de defesa dos direitos humanos", opinou.

Em outubro de 2021, Shuai Peng publicou uma mensagem dizendo que havia sido abusada sexualmente por um integrante do governo chinês. A postagem foi apagada, mas repercutiu bastante e, desde então, a comunidade internacional teme pela segurança da tenista na China.

Após cobranças, foram divulgados vídeos com Peng em atividades cotidianas, mas os conteúdos não convenceram sobre o bem-estar dela.

Navratilova defendeu que apenas a WTA está lutando por Shuai. A entidade que organiza o tênis feminino já anunciou que não fará torneios na China enquanto a situação não for elucidada.

"A WTA está sendo muito forte neste tema, assim como as próprias jogadoras. A ATP fez manifestações fracas. E agora os australianos estão fazendo o jogo que a China quer", finalizou.

banner
banner