X

Sem citar Djokovic, Ministra francesa fala em vacinação obrigatória para atletas

Segunda, 17 de janeiro 2022 às 08:41:49 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Novak Djokovic pode ter mais problemas na sequência dos Grand Slams em 2022. A ministra de esportes da França, Roxana Maracineanu, fez anúncio em suas redes sociais falando sobre a adoção, por parte do país, de um cartão de vacinação.



Leia mais:

Djokovic pode retornar ano que vem nas circunstâncias corretas, diz Ministro

Compatriota dedura rejeição a Djokovic: “Ouvi conversinha no vestiário"

De acordo com a publicação, assim que a lei for promulgada, tornará-se obrigatória a apresentação do comprovante para entrada em locais como estádios, ginásios, teatros e outros. Isso valeria, por exemplo, para o torneio de Roland Garros.

"Vale para todos os espectadores, praticantes e profissionais, franceses ou estrangeiros. Agradecemos os esforços dos envolvidos nos esportes para convencer quem não está vacinado a tomar as doses", diz trecho do texto.

Recentemente, a própria ministra havia dito ao L'Equipe que Novak teria condições de jogar em Paris, citando o protocolo adotado pelo governo e por Roland Garros. Agora, a publicação nas redes sociais mostra uma realidade diferente.

Com isso, se mantiver sua postura de não se vacinar, Djokovic pode sofrer com situação semelhante à que viveu na Austrália, de onde acabou sendo deportado e impedido de disputar o primeiro Slam do ano.

banner
banner