X

Compatriota dedura rejeição a Djokovic: 'Ouvi conversinha no vestiário'

Segunda, 17 de janeiro 2022 às 03:40:11 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O assunto Novak Djokovic ainda dá o que falar em Melbourne. Um dia após o sérvio ver seu visto de entrada na Austrália suspenso por não ter se vacinado contra a Covid-19, o compatriota Laslo Djere defendeu o número 1 do mundo.  



Em entrevista após a derrota para Denis Shapovalov na estreia em Melbourne, Djere cutucou suposta contradição das autoridades australianas em relação ao caso.

“Mandei mensagem a Novak que lamentava o que tinha acontecido com ele. Mas não entendo, as regras deles (australianos) indicam que você pode obter uma isenção para entrar no país, então eles não seguiram suas próprias regras... É terrível, uma catástrofe”, criticou Djere, 52º do ranking da ATP.

Enquanto nomes como John Isner, Nick Kyrgios, Alize Cornet e Vasek Pospisil foram na linha de poupar Djokovic, Djere dedurou que há muitos jogadores nos bastidores que condenaram a postura do eneacampeão do Australian Open.

“Ouvi algumas conversinhas no vestiário, em inglês ou espanhol... Temos que saber que nem todos os atletas apoiam Nole. Mas, particularmente, sinto que ele vai ficar ainda mais forte após tudo isso. É nossa mentalidade – quando caímos ou somos tratados injustamente, serve de combustível e nos motiva, especialmente ele”, opinou Djere.

Impedido de competir na Austrália, Djokovic desembarcou na madrugada desta segunda-feira em Dubai. Ainda não se sabe se irá permanecer nos Emirados Árabes ou seguirá para suas residências, em Belgrado ou em Monte Carlo.

banner
banner