X

Djokovic já tem recurso preparado caso tenha visto revogado

Quinta, 13 de janeiro 2022 às 11:55:28 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Novak Djokovic recorreria imediatamente ao tribunal de qualquer tentativa de deportá-lo. Uma decisão do Ministro de Imigração, Alex Hawke, era esperada para esta quinta-feira, mas foi adiada para sexta.



Leia Mais:

Decisão de deportação de Djokovic é adiada

Mais de 80% dos australianos são contra presença de Djokovic

Uma fonte próxima ao atual campeão do Aberto da Austrália, falando anonimamente ao TheAge para detalhar o planejamento privado, disse que sua equipe jurídica levaria imediatamente uma decisão adversa ao tribunal. Os advogados acreditam que a audiência poderia ser acelerada, minimizando a duração das apresentações escritas e provas verbais.

Hawke deve anunciar sua decisão na sexta-feira, depois que a Tennis Australia adiou uma entrevista coletiva na quinta-feira para anunciar o sorteio do torneio, na expectativa de que ele cancelasse o visto da estrela do tênis sérvia.

Uma fonte federal confirmou que Hawke ainda estava analisando documentos apresentados pelos advogados de Djokovic na quarta-feira, o que atrasou o processo em dias.

Se o caso for a tribunal, a equipe jurídica do 20 vezes vencedor do Grand Slam espera que o assunto possa ser ouvido no tribunal no fim de semana e finalizado até domingo, permitindo que ele jogue uma partida no início da próxima semana caso ele derrote o governo na justiça.

Uma fonte do Partido Liberal, também falando sob condição de anonimato, disse que o governo estava fortemente inclinado a cancelar o visto. Se o anúncio fosse feito ainda na sexta-feira, minimizaria o tempo que Djokovic teria para liminar a decisão.

No início do dia, surgiu que a situação de Djokovic estava chamando a atenção na Espanha, com alegações de que as autoridades estavam investigando se o sérvio recebeu aprovação para entrar no país sem vacinar uma semana antes de voar para Melbourne.

O governo vitoriano no início da tarde anunciou que o sorteio no torneio seriam limitadas, antes que o sorteio do torneio fosse cancelado minutos antes do horário marcado para começar às 15h.

O sorteio foi realizado às 16h15. Isso ocorreu depois que ficou claro que Morrison não faria nenhum anúncio em sua coletiva de imprensa - transmitida para audiências internacionais em canais como a BBC - após uma reunião nacional do gabinete.

O primeiro-ministro disse que não queria comentar o assunto de Djokovic, pois ainda estava antes de Hawke, mas reiterou que estrangeiros não vacinados não podem entrar no país a menos que tenham uma isenção médica válida.

Morrison disse que os estrangeiros têm que “mostrar que estão duplamente vacinados ou devem fornecer uma prova aceitável de que não podem ser vacinados por razões médicas... essa é a política. Essa política não mudou”, disse.

“Esperamos que as autoridades implementem a política do governo quando se trata desses assuntos. Isso se relaciona com as pessoas que estão vindo para a Austrália. Estes são não-cidadãos, não-residentes.”

Ele também disse que não importa se os estrangeiros têm visto porque o processo de aprovação do visto não tem nada a ver com o processo na fronteira para provar o status de vacinação. “E é por isso que é importante distinguir entre o visto e a condição para entrar na fronteira”, disse Morrison.

banner
banner