X

Brazil Beach Tennis Tour cria Conselho com grandes nomes do esporte

Sábado, 30 de outubro 2021 às 11:46:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O novo circuito do Brazil Beach Tennis Tour, iniciado no segundo semestre deste ano, criou esta semana um Conselho em busca de aprimorar e deixar ainda mais organizado para a realização de grandes eventos do esporte que já tem mais de 400 mil praticantes no Brasil e mais de 1,2 milhão no planeta.



O conselho é encabeçado por um dos idealizadores e padrinhos do circuito, o italiano Alessandro Calbucci, tetracampeão mundial de torneios da ITF e atual número 1 do ranking da entidade.

Calbucci forma parte do Conselho Executivo que tem ainda Oswaldo Neto, Ricardo Badari, Jorge Bauab, Antonio Pedro Borges e Lucas Romariz.

O italiano radicado no Rio de Janeiro lidera o Conselho dos Jogadores que tem ainda Michelle Cappelletti, outro italiano e número dois do mundo da ITF, além de Flaminia Daina, entre as top 10 do feminino da ITF, Luiz Gimpel, Ralff Abreu,Stephanie Janssen e Isadora Simões. Nos jogadores masters estão Alexandre Grangeiro, Fabio Nuttini, Carmen Ribas e Flavio Orosco e da nova geração, Valeria Garcia.

https://www.tenisnews.com.br/images/medias/cappellettimed2.jpg

"Uma coisa muito legal para dar a oportunidades aos jogadores de escolher e de ter um poder , uma força real e não como em outro sistema onde temos uma palavra que não conta nada. Espero e tenho certeza que no Conselho do Beach Tennis Tour isso será diferente , teremos uma força e valor importante, vamos decidir muitas coisas. O Conselho será importante para que possamos alavancar o nível do Beach Tennis", disse Cappelletti que em sua jornada pelo Brasil nas últimas semanas disputou a etapa de Itatiba (SP): "Foi um evento menor, mas cuidaram muito bem dos jogadores , o feedback foi super positivo. Não fui em Uberlândia (MG), mas todo mundo me falou que foi maravilhoso. O circuito está indo muito bem, eu já havia participado no passado dos torneios Follow The Beach que eram muito legais", seguiu o italiano que jogará a etapa de Campinas (SP) que irá distribuir US$ 70 mil, a maior premiação já vista no esporte.

"A importância do conselho é essencial para que todos sejam ouvidos, o conselho foi formado de forma heterogênea exatamente para que a organização consiga escutar opiniões diferentes e possa tomar a melhor decisão para todos. Todos envolvem: organizadores, árbitros, staff, jogadores amadores, jogadores profissionais, público, torcedor e etc.
O trabalho será feito a longo prazo, com erros e acertos e muitos ajustes que serão testados na prática", disse Stephanie.

"Meu papel é defender e ajudar o crescimento do Beach Tennis em geral e também a ressaltar a importância do Beach Tennis feminino nos circuitos. Usar da minha experiência em oito anos de Beach Tennis para que erros passados não sejam cometidos novamente. Trabalhar em prol da força profissional feminina, desde encorajar muitas atletas a se desafiar e subir de categoria, assim comprovando sua capacidade e habilidade nos torneios e nos tornando mais participativas e nos dando mais visibilidade mostrando nossa força."

O conselho tem ainda no Conselho Técnico, Luiz Gimpel, na parte de patrocinadores, Ricardo Badari e Pablo Oliver. Jorge Baub e Antonio Pedro Borges nas Relações Institucionais e nos organizadores Aline Storchi, Eric , Marquinhos, Ricardo Aveiro, Rogério, Pedro Borges, André Macena.

Antonio Pedro Borges é diretor de esportes do Praia Clube, em Uberlândia (MG), um dos maiores do país e que sediou a primeira etapa do BBTTour com premiação de R$ 120 mil e já está confirmado para 2022. Ele ainda é CEO & Co-Founder da BeMoby.

"Gostaria primeiramente agradecer o convite feito pelo Alessandro Calbucci e dizer que é uma honra fazer parte do conselho do Brazil Beach Tennis Tour, meu desafio nessa empreitada é de fomentar e estreitar o relacionamento da BTTour com outras instituições e órgãos sempre em prol dos atletas profissionais e amadores, mas principalmente pelo esporte do Beach Tennis que está crescendo a cada dia mas precisa crescer com qualidade, organização e união", disse.

Até o momento foram três etapas este ano do BBTTour . O circuito visa ser o melhor ecossistema para organizadores e jogadores serem valorizados e poder atuar na melhor forma.

Alessandro Calbucci sublinhou: "Estou super feliz com a criação deste conselho . O BBTtour não é de uma pessoa, mas é de todos , e os membros deste conselhos e das comissões são a maior garantia de credibilidade e profissionalismo por todos os jogadores e organizadores do tour. Os conselheiros são o selo de qualidade e credibilidade do tour que em 2022 vai ter muitas grandes etapas no Brasil inteiro, continuando a inspirar outros e ser a referência de produção de eventos de excelência".

Experiência do basquete para o Beach Tennis

Jorge Bauab é dono de uma arena em São Paulo, a CT Arena Nacional com onze quadras e está construindo mais uma com sete e está montando outra arena em Tamboré com mais quinze . Ele fez parte da criação da NBB, a liga nacional de basquete e hoje faz parte do conselho vitalício da mesma. Ele traz sua experiência do basquete para o beach tennis: "Foi criada a liga do NBB pois a Confederação Brasileira e as federações estaduais não atendiam mais os desejos do basquete, é muita política, muita guerra, muitos interesses. Não atendiam os interesses dos clubes. Nossa ideia foi inverter a pirâmide , as decisões começaram a vir debaixo com o conselho onde todos os clubes tinham voz para chegar em um consenso e pudesse fazer o campeonato dos líderes dos clubes e não dos interesses das federações. Por esse motivo foi criado o NBB e no conselho os interesses são comuns", disse.

"No BBTTour a ideia é a mesma, tomarmos as decisões pelo conselho , as pessoas envolvidas, atletas, administradores, donos de clubes, arenas e fazer com que os atletas tenham mais apoio. Estamos buscando invesrter a pirâmide no Beach Tennis. Ideia é fazer o esporte pelo esporte e para o esporte e não para federações".

A ideia é que em 2022 o BBTTour sejam realizadas de dez até doze etapas e a meta dos organizadores é ultrapassar o prize money de R$ 1 milhão para a próxima temporada. Os organizadores informam que há muitos pedidos para torneios fora do país, mas que no momento a cereja do bolo é em Aruba para o fim do próximo ano.

A próxima etapa será entre 15 e 19 de dezembro, em Campinas (SP) com US$ 70 mil (cerca de R$ 400 mil). Entre 3 e 7 de fevereiro está confirmado o Pure Beach, evento mais sustentável do mundo, na praia do Patacho, em Porto das Pedras (AL), com premiação de R$ 60 mil.

banner
banner