X

Dimitrov lamenta lesão após derrota: 'Não conseguia colocar as meias'

Terça, 16 de fevereiro 2021 às 06:21:54 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Grigor Dimitrov, 18º favorito, foi mais uma vítima das lesões no Australian Open. Após Rafael Nadal, ele sentiu as costas e não foi páreo diante do russo Aslan Karatsev, qualifier número 114 do ranking.



Karatsev marcou 2/6 6/4 6/1 6/2 nas quartas de final diante do búlgaro que vinha de bater facilmente o atual vice-campeão, Dominic Thiem, terceiro do mundo: "Não há motivo para esconder. Ontem à noite passei a sofrer com espasmos nas costas e não consegui resolver a tempo. Ia bem no princípio da partida, mas chegou um momento que ficou imparável", disse Grigor.

 

"Veio do nada (a dor). Não foi nem treinando e sim fazendo movimento normal. Assim é o esporte. Foi muita má sorte, mas não há mais o que dizer. Me sentia super bem nos dias anteriores. Tínhamos feito um grande trabalho e me sentia positivo para encarar qualquer um. Esporte. Assim é. Essa manhã me doía tanto as costas que não podia nem colocar minhas meias antes do jogo. Sabía que seria um momento duro para mim. Tentei, mas não foi o suficiente".

Perguntado sobre o motivo por ter entrado em quadra, ele respondeu: "Adrenalina. Grand Slam. Fazia muito tempo que não estava nas quartas de um Slam. Era das poucas vezes que me sentia tão bem chegando nessa fase de um Major. Não tinha perdido nenhum set me movimentando bem, sacando bem...É uma pena, mas assim é o esporte. Todo o respeito ao Aslan. Apesar de me ver mal ele fez tudo o que deveria fazer. É o seu momento, todo crédito para ele".

Sobre a lesão, ele seguiu: "É algo que requer um trabalho específico e de ficar fora das quadras por um pouco de tempo. Algo que nunca ocorreu em minha carreira. Já joguei com dedo do pé quebrado, mas as costas ? Tudo passa por ela, qualquer movimento, reação..."

Ele comentou do motivo por não ter abandonado a partida: "Não gosto de abandonar.  Se tivesse feito causaria mais dor e mim e ao meu time. Tudo que posso fazer agora é ficar com as coisas positivas, ter alguns dias de descanso e ver qual o próximo passo".

banner
banner