X

Norte-americano critica Djokovic e diz que Nadal e Federer não fariam o mesmo

Sexta, 19 de junho 2020 às 07:45:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O norte-americano Mitchell Krueger, 195º do ranking da ATP, não gostou muito de ler a prévia da entrevista do número 1 e presidente do Conselho dos Jogadores, Novak Djokovic, ao podcast Tennis Legend e desabafou nas redes sociais sobre o descaso com o tênis.



"Eis o presidente do conselho, senhoras e senhores", escreveu o tenista ao compartilhar o link para a publicação da Eurosports sobre a "felicidade" do sérvio em ter a realização do US Open - sem a disputa de torneio qualificatório, chaves de duplas mistas, cadeira de rodas e juvenil, além de chaves de duplas femininas e masculinas reduzidas à metade.

A postagem gerou reação dos seguidores do norte-americano. O primeiro deles questionou Krueger se fossem o suíço Roger Federer ou o espanhol Rafael Nadal na mesma situação de Djokovic eles seria criticados e o norte-americano surpreendeu: "Sejamos honestos, Rafa e Roger não se colocariam na mesma situação".

Outra seguidora questionou o tenista se o Conselho deveria "resistir a ideia de realizar torneios", já que os tenistas aptos a jogar podem ou não fazê-lo e como resposta, veio uma nova alfinetada na liderança do sérvio: "Eu acho que o Conselho dos Jogadores deveria ouvir a todos os jogadores e não apenas a um seleto grupo".

Um terceiro seguidor o questionou sobre as possibilidades aventadas sobre torneios Challengers, as quais nenhuma fora confirmadas oficialmente e Krueger voltou a pontua sua desilusão: "Eu sei tanto quanto você. O que é exatamente o problema".

Outra seguidora, cuja foto de perfil está ao lado do sérvio, perguntou o que Krueger acha que Djokovic deveria fazer, já que qualquer movimento "geraria reclamações e críticas" e que foi ele quem "organizou o fundo de apoio a atletas de baixo ranking", que beneficiou o próprio Mitchell Krueger.

"Isto não tem nada a ver com compensação financeira. Eu tive cheques de (seguro) desemprego a cada duas semanas para cuidar disso. Como presidente ele tem a responsabilidade de garantir que as vozes de todos os jogadores sejam ouvidas. É aqui que está sua completa falha", contestou o norte-americano.

Um terceiro fã entrou no mesmo diálogo e Krueger seguiu explicando que "sabe como a ATP trabalha" e que "este é um momento para que a comunicação funcione e ideias sejam discutidas". O norte-americano ressalta que não é o único fora do top 100 pouco satisfeito com as recentes decisões do Conselho e da ATP. "Os jogadores de fora do top 100 querem sentir que estão apoiados. É isso que estamos pedindo. Nós não teríamos de ir à público se a comunicação fosse gerida de uma melhor forma", ponderou.

Para Krueger não se trata apenas do US Open: "Isso é maior do que o Aberto dos Estados Unidos. Infelizmente, toda essa situação apenas ampliou o problema. O conselho de jogadores é apenas uma fachada que a ATP quer que as pessoas acreditem que tem o poder de fazer mudanças", acusou.

O tenista seguiu respondendo alguns fãs, sempre no contexto de reclamar das posições do conselho afirmando que eles "atuam em favor dos tops".

banner
banner