X

Anistia Internacional alerta Nadal e Djokovic sobre exibição na Arábia Saudita

Quinta, 18 de outubro 2018 às 13:25:47 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Rafael Nadal e Novak Djokovic foram advertidos, nesta quinta-feira, sobre suas participações em uma exibição lucrativa na Arábia Saudita em dezembro pelo risco de ser usada pelo polêmico regime do país como "uma forma de lavagem esportiva".



A Anistia Internacional pediu, segundo reporta o The Times, ao espanhol e ao sérvio que usem a popularidade global de ambos para chamar a atenção para as “verdadeiramente aterrorizantes”  leis de direitos humanos da Arábia, que entraram em pauta novamente depois do desaparecimento e suposto assassinato de Jamal Khashoggi, o jornalista saudita.

Apenas um dia após a notícia da morte de Khashoggi, surgiu a confirmação do jogo de exibição, intitulado King Salman Tennis Championship, entre Nadal e Djokovic em Jeddah, no dia 22 de dezembro. Os tweets de ambos os jogadores receberam uma reação negativa de muitos de seus seguidores, com alguns questionando o momento do anúncio.

Os dois primeiros do ranking atualmente  receberão uma quantia de milhões de libras pelas participações em um evento que faz parte de um esforço conjunto do regime saudita para usar o esporte para melhorar sua reputação e reinventar uma imagem conservadora.

A Seleção Brasileira de Futebol jogou uma partida contra a seleção da Argentina em Jeddah na última terça. No mesno local, em janeiro, Juventus e Milan disputarão a Supercopa da Itália, além de um torneio profissional de golfe que também acontecerá ali.

 

"Não cabe a nós dizer quais países devem ou não devem sediar competições esportivas, mas também está claro que países como a Arábia Saudita estão bem cientes do potencial do esporte de sutilmente 'renovar' um país.
Mesmo antes do caso extremamente alarmante de Jamal Khashoggi, a Arábia Saudita tinha um histórico de direitos humanos verdadeiramente chocante e qualquer atleta precisa entender que sua participação em eventos esportivos no país poderia ser usada como uma forma de 'lavagem esportiva'", disse Allan Hogarth, líder de advocacia e programas da Amnesty International UK.

 

"Cabe a Nadal e Djokovic escolherem onde jogarão seus jogos de exibição, mas se eles forem para Jeddah, gostaríamos de vê-los usando seus perfis para levantar questões de direitos humanos. Tweetar o apoio aos corajosos defensores dos direitos humanos da Arábia Saudita seria um bom começo", finalizou ele.

Em 7 de outubro, Nadal twittou que estava "ansioso para visitar pela primeira vez". Já Djokovic disse estar "ansioso para jogar e visitar este belo país."

 

Um porta-voz de Nadal disse que não falava com o número 1 do mundo desde a última sexta-feira e daria uma resposta se houvesse "algo a dizer". A equipe do Djoko não respondeu a um pedido de comentário.

banner
banner