X

Djokovic finalmente leva Roland Garros. Sharapova é condenada e outras histórias

Sábado, 24 de dezembro 2016 às 13:29:11 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O mês de junho foi um dos mais agitados da temporada, iniciou-se com as definições em Roland Garros, onde Novak Djokovic e Garbiñe Muguruza fizeram história. Viu Maria Sharapova ser condenada e muitas histórias bonitas serem escritas.



O mês de junho seguiu com a realização da segunda e definitiva semana de Roland Garros. Sofrendo com a chuva, jogando em pisos encharcados e até mesmo sob chuva, os tenistas reclamaram. David Ferrer falou que a questão são os lucros. Djokovic pediu atenção à saúde dos jogadores. Murray revelou ter sido prejudicado pela chuva. E o torneio seguiu.

Dominic Thiem chegou à sua primeira semifinal de Grand Slam, tornou-se top 10 coroando a temporada brilhante sobre o saibro europeu. No mesmo dia, Djokovic atirou uma raquete, quase acertou o juiz de linha e ainda ficou bravo com a imprensa. Na sequência, Nole atropelou Thiem na semifinal e na grande final, de virada conquistou seu tão almejado título de Roland Garros.

Na chave feminina, a holandesa Kiki Bertens vivia o sonho de uma semifinal inédita, ela deu trabalho, mas Serena Williams foi à final contra a espanhola Garbiñe Muguruza, que bateu a experiência de Samantha Stosur. Confiante a espanhola superou Serena e ergueu seu primeiro Grand Slam.

Nas duplas, defensores do título, Marcelo Melo e Ivan Dodig ficaram pela semifinal. O resultado tirou o mineiro da liderança do ranking. Seus algozes, os espanhóis Feliciano Lopez e Marc Lopez, bateram os irmão Bob e Mike Bryan foram os campeões.

Ainda no mês, um holandês foi punido por imitar o adversário em uma cena cômica. 

Serena passou Maria Sharapova como a jogadora mais bem paga do mundo. Mas as más notícias para a russa não pararam por aí e ela foi condenada a dois anos por ser pega no doping. A russa não se conteve e atacou à ITF. Seu empresário assumiu a culpa pelo uso de substância ilícita em depoimento. Relatório do julgamento aponta que a russa consumia mais do medicamento em dia de jogos e a ITF pediu quatro anos de suspensão. Outra patrocinadora rompeu com a russa. Mas Carolina Wozniacki lamentou a punição.

No inicio da temporada de grama, Federer voltou às quadras e venceu mesmo levando um susto contra jovem de 18 anos. Thiem confirmou a boa fase, salvou dois match-points e eliminou Federer na semi em Stuttgart. De virada, jovem levou o título na grama alemã.

Seguindo na grama, já em Queen's John Isner seguiu o ano ruim e perdeu 10 match-points para ser eliminado rapidamente do torneio. Também em grama inglesa, mas no torneio feminino de Birmingham, Madison Keys fez história ao vencer uma guerra campal contra Carla Navarro e entrou pela primeira vez no top 10. Keys levou o título do torneio. Já em Halle, Federer foi surpreendido por Alexander Zverev. Jovem alemão não acreditava na própria vitória. Zverev entrou pela primeira vez no top 30, aos 18 anos.

Em All Englnd Club, semana de qualifying e de implantação de rigoroso sistema anti-corrupção. Paula Gonçalves ficou na estreia do quali. Votação do Brexit derrubou as bolsas de valores e desvalorizou a premiação dos tenistas do quali de Wimbledon.

Na primeira semana do Slam londrino, Thomaz Bellucci quebrou recorde negativo e voltou a vencer na grama. Ana Ivanovic foi eliminada pela 223ª do mundo. Enquanto o britânico, Marcus Willis, 772º do mundo fez história e acaba eliminado por Federer. Já Nick Kyrgios fez um jogaço contra o veterano Radek Stepanek.

Fora das quadras, Bernard Tomic fez declaração polêmica e arruma inimigos mundo afora. Outor polêmico, mas em quadra, Viktor Troicki simplesmente surtou com árbitro e vídeo viralizou.

Lista de participantes dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro é divulgada com Rogerio Dutra Silva e André Sá batendo outro recorde na carreira.

banner
banner