X

Australian Open não foi prejudicado por denúncias de manipulação, afirma diretor

Quinta, 28 de janeiro 2016 às 17:32:41 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Craig Tiley, diretor do Australian Open, conversou com a agência Associated Press nesta quinta-feira e declarou que o primeiro Grand Slam do ano não foi prejudicado por conta das denúncias de manipulação de resultados feitas pela BBC e Buzzfeed.



De acordo com os sites, há suspeitas de que 16 jogadores do top 50 nos últimos dez anos estariam em uma lista de participarem constantemente de manipulação de resultados e serem seguidos pelo TIU, Tribunal de Ingridade do Esporte.

"As suspeitas de manipulação criaram notícias, é verdade, mas nós, como uma organização, estamos satisfeitos como o esporte respondeu: "foi decisivo e de união", seguiu Tiley.

Na quarta-feira Tiley e membros dos Grand Slams,da ITF, ATP e WTA anunciaram a criação do IRP, um painel independente de revisão dos supostos casos de corrupção investigados pelo TIU.

 

"A melhor resposta que podemos dar é com números, estamos no caminho do recorde de público e nossos outros números de plataformas que são muito fortes". 

 

Sobre as supostas manipulações ainda não provadas, Tiley respondeu: "É evidente que foi duro pro Australian Open, sem dúvida. Precisamos endereçar a percepção para a confiança do público, não temos nada a esconder".

O Aberto da Austrália teve uma suspeita com a partida de David Marrero e Lara Arruabarrena nas duplas. Com o espanhol machucado, um montante grande de apostas foi feito no jogo a ponto do site Pinnacle Sports suspender os palpites e avisar às autoridades policiais e do torneio. Nada foi provado sobre manipulação.

 

banner
banner