X

Por fim de jejum, Murray abre contra Kokkinakis. Hewitt só nas duplas

Quinta, 17 de setembro 2015 às 10:02:13 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Há 37 anos sem alcançar a final da Copa Davis, a Grã-Bretanha espera acabar com o longo jejum neste fim de semana. Liderados por Andy Murray, os britânicos recebem a Austrália no piso rápido e coberto da Emirates Arena, em Glasgow, na Escócia.



Número três do mundo, Murray abre a série para os donos da casa contra o jovem Thanassi Kokkinakis, 72º colocado, que foi escolhido como número dois de simples do time visitante. Na sequência, o capitão Leon Smith surpreendeu e escalou Daniel Evans, 300º colocado, como segundo simplista do time da casa. Ele enfrenta Bernard Tomic, 23º e número um da equipe visitante.

Evans era pouco cotado para a série, mas como James Ward vive mau momento, com uma sequência de dez derrotas seguidas no circuito, e seu substituto, Kyle Edmund, torceu o tornozelo e machucou-se durante a semana de treinos, foi chamado às pressas. Apesar do baixo ranking, Evans vive boa fase no circuito, vindo de uma série de 29 vitórias nos últimos 33 jogos que disputou, entre Futures e Challengers.

O veterano Lleyton Hewitt, que se aposenta em janeiro e faz esse ano sua última participação na Copa Davis, tendo sido campeão em 1999 e 2003, nos dois últimos títulos da Austrália, joga, a princípio somente nas duplas. Ele atua ao lado de Sam Groth contra Dominic Inglot e Jamie Murray no sábado.

No domingo a ordem dos jogos de simples se inverte com Murray x Tomic e na sequência Evans x Kokkinakis.

banner
banner