X

Voracova quer indenização da Tennis Australia após ser deportada

Terça, 11 de janeiro 2022 às 13:04:49 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A jogadora tcheca Renata Voracova disse na terça-feira que vai exigir uma indenização da Tennis Australia depois de ser detida em Melbourne com os mesmos motivos de visto que a estrela sérvia Novak Djokovic na semana passada.



Tanto Djokovic quanto Voracova tiveram seus vistos cancelados após apresentarem isenções de vacinação Covid-19 antes do Aberto da Austrália a partir da próxima segunda-feira.

Eles foram colocados em um hotel de refugiados em Melbourne aguardando uma decisão das autoridades australianas.

Enquanto Voracova deixou a Austrália depois de ser detida no sábado, Djokovic ficou e ganhou a causa sendo permitida sua entrada no país.

O pedido de indenização "não será pequeno", disse Voracova, de 38 anos, 82º em duplas, ao jornal Denik.

"Só a passagem aérea custou 60.000 coroas tchecas (US$ 2.780, cerca de R$ 15,8 mil) e meu treinador viajou comigo. E depois há todo esse tempo, hotéis, treinamento para o Grand Slam, o prêmio em dinheiro potencial."

"Espero que o Tennis Australia enfrente isso e que não tenhamos que tomar medidas legais", acrescentou Voracova, que disse não ter apetite pelo tênis desde que desembarcou em Praga na segunda-feira.

"Não estou pensando em tênis. Ainda estou acordando do choque, ainda não processei. Estou exausta", disse Voracova.

Ela acrescentou que não queria olhar para o que aconteceu em Melbourne.

"Eu não esperava isso no sonho mais sombrio, foi demais", disse Voracova, que admitiu chorar durante o interrogatório depois de ter sido detida.

"Eu estava preocupada. Eu não me sentia seguro até voltar para casa, nada era certo."

"Era como se eu estivesse assistindo a um filme - um longo interrogatório com instruções como 'se despe, vista-se'. Eca, eu nem quero pensar nisso, muito menos viver de novo."

banner
banner