X

Parceira relata: 'Voracova foi levada para hotel, após caso Djokovic'

Sexta, 07 de janeiro 2022 às 10:02:35 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A egípcia Maya Sherif, parceira de duplas da tcheca Renata Voracova, conversou com o site árabe The National e relatou que a parceira foi detida após o caso de Novak Djokovic vir à tona e o sérvio ser mantido sob custódia pelas autoridades australianas. 



Renata Voracova teve nesta sexta-feira seu visto de permanência no país cancelado. A duplista de 38 anos conseguiu informar a parceira, por mensagem de texto a sua situação, relata o The National.

"Eu não sei se você soube sobre os casos de exceção do AO [Australian Open]. Infelizmente eu sou um deles e não estou apta a jogar o AO pelas autoridades migratórias da Austrália. Sinto muito, mas aconteceu no meio da noite, eles me negaram o visto, não havia nada que eu pudesse fazer. Espero que possamos jogar em algum lugar juntas e com melhores circunstâncias", escreveu Voracova para Sherif.

Agora, a jovem egípcia procura por uma parceira para a disputa da chave de duplas do Australian Open. "Minha parceira estava aqui, eu a vi pelo clube, mas após o que aconteceu com [Novak] Djokovic, ela foi levada para um hotel e a deteram por lá. Mas ela já estava aqui e ela jogou um torneio, treinou e tudo. Eu desconheço a situação do momento. Estamos tentando descobrir", relatou Sherif ao The National.

"Ninguém pode acreditar no que está acontecendo agora", desabafou a tenista, que também disputará a chave de simples e corre atrás de uma parceira.

banner
banner