X

ATP estuda quatro torneios nas primeiras semanas do ano. Indian Wells em perigo

Sexta, 04 de dezembro 2020 às 19:21:28 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O jornal francês L'Equipe apurou a informação de que a ATP está planejando condensar quatro torneios ATP 250 nas duas primeiras semanas do ano na prévia do Australian Open. E em meio a tudo isto, Indian Wells passa a correr riscos.



Segundo apurou jornal francês, nas duas primeiras semanas do ano com início em 04 de janeiro, tal como a WTA (saiba mais), a ATP estuda realizar competições na prévia do Australian Open. As opções seria quatro torneio em nível ATP 250 ou mesmo uma versão mais enxuta da ATP Cup.

A segunda possibilidade aventada pelo jornal parece ser mais difícil, uma vez que o problema do circuito está justamente na autorização da entrada de atletas e suas equipes em território australiano, o que fez com que os organizadores da ATP Cup se antecipassem em cancelar a competição.

A opção de ATP estaria na gira do golfo pérsico, já falada na semana anterior como uma solução para o calendário sul-americano. A reportagem do jornal francês destaca que ainda não há definição dos locais onde seriam realizados estes eventos, porém, a localização no golfo pérsico é estratégica até para a Tennis Australia, que planeja fretar aviões para Melbourne, com duas sedes em Dubai, nos Emirados Árabes, e a outra em Cingapura.

Indian Wells em perigo

O L'Equipe ainda recorda que o fato do Australian Open está se programando para acontecer entre 8 e 21 de fevereiro e ser seguido dos três torneios europeus de Montpellier, Roterdã e Marselha, achataria ainda mais o calendário para o dito "quinto Grand Slam", o torneio de Indian Wells.

Isso se dá em razão do último decreto assinado pelo governado da Califórnia, estado onde fica o condado de Los Angeles ao qual pertence a cidade de Indian Wells, Gavin Newsom. Segundo o Los Angeles Times, o lockdown californiano é um decreto para que os cidadãos fiquem em casa e saiam apenas em caso de necessidade e ainda aponta para a mudança para o teletrabalho (home office) de todas as atividades econômicas possíveis.

O lockdown californiano tem início neste sábado dia 5 de dezembro e passará por um monitoramento por regiões do estado nas próximas semanas. A princípio, reporta ainda o LA Times, as restrições só seriam levantadas pelo governo local quando as regiões atingissem 15% da ocupação dos leitos de UTI dedicadas a pacientes de COVID-19. O que pode demorar semanas e até meses para ser levantados, caso o decreto permaneça o mesmo.

Até o momento, o estado da Califórnia sozinho registrou 1.293.714 casos confirmados com 19.673 mortes.

banner
banner