X

Swiatek domina Podoroska e é 1ª polonesa em 81 anos na final em Roland Garros

Quinta, 08 de outubro 2020 às 11:26:52 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Aos 19 anos, a polonesa Iga Swiatek, 53ª da WTA, acabou com o conto de fadas vivido pela qualifier argentina Nadia Podoroska, 131ª, e se garantiu pela primeira vez  na final de um Grand Slam. Swiatek é a primeira polonesa em 81 anos a fazer final em Roland Garros.



Swiatek precisou de 1h12 para fechar a partida em 6/2 6/1 tendo disparado 23 bolas vencedoras contra seis de Podoroska, que cometeu 20 erros não-forçados contra o mesmo número da polonesa. A partida não teve nem duplas-faltas e nem aces convertidos.

Na grande final feminina, Iga Swiatek aguarda pela vencedora da partida entre a tcheca Petra Kvitova e a norte-americana Sofia Kenin.

Iga Swiatek é a primeira polonesa em 81 anos a chegar à final de Roland Garros e a primeira na Era Aberta. Antes dela, apenas Jadwiga Jedrzejowska fez final em Paris, na edição 1939. Swiatek é ainda a primeira polonesa em 8 anos a disputar a final de um torneio do Grand Slam, desde a ex-top 2 Agnieszka Radwanska que foi vice-campeã de Wimbledon em 2012 

O jogo

A polonesa abriu a partida vendo o jogo de jogar no meio da quadra da argentina funcionar e fazer 0/30 no saque de Swiatek que foi buscar e motivada, trabalhou com bolas altas, quebrou o saque de Podoroska no segundo game, fez 3/0 no placar e foi administrando. Podoroska não desistiu, pressionou na devolução e fez a polonesa salvar breakpoint no quinto game e não conseguiu sacar para se manter na partida e voltou a ser quebrada no oitavo games.

Confiante e sólida em seu saque, Swiatek abriu 4/0 com quebras no segundo e quarto games, colocando efeito na bola e trabalhando com paralelas. Podoroska não desistiu, forçou devolução, entrou em quadra e encurtou os golpes para devolver uma das quebras no quinto game, mas voltou a ser quebrada e viu a polonesa sacar sólida para se garantir na grande final.

banner
banner