X

Nadal lamenta má atuação e saque ruim: 'Não foi meu dia'

Sábado, 19 de setembro 2020 às 19:47:58 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Rafael Nadal, nove vezes campeão de Roma, na Itália, lamentou sua derrota na noite deste sábado nas quartas de final do torneio disputado no saibro para Diego Schwartzman, 15º colocado, por 6/2 7/5. Foi sua primeira queda em dez jogos para o rival.



"Não foi minha noite. No meu ponto de vista, Diego jogou uma grande partida e eu não. Quando ocorre isso, você perde. Estas coisas podem acontecer. Depois de tanto tempo sem competir, jogar duas partidas boas e hoje uma má contra um grande rival. Assim são as coisas. Quero congratular o Diego e seguirei trabalhando", disse o espanhol que agora vai encarar Roland Garros sem nenhum título no saibro previamente.

 

"Este é um ano completamente especial, imprescindível. O mais provável é que agora volte pra cada. Aqui fiz muito trabalho, algumas coisas bem, outras mal. Pelo menos pude jogar três partidas competitivas. Lutei até o final e no fim acabei perdendo. Quando perde tanto o saque não se pode ganhar uma partida e isso é algo que preciso consertar. Sei como fazer, seguir trabalhando e com a atitude correta e buscar minhas oportunidades para Roland Garros".

"Podemos buscar desculpas, mas a realidade é que não joguei o suficiente bem. Posso perguntar internamente porque aconteceu isso, que tenho que consertar, mas agora mesmo não posso fazer. É momento de aceitar que não joguei bem. Foi uma tarde brutal em questão de umidade. As condições foram mais pesadas do que nos dias anteriores e foi complicado após as trocas de bola. Diego fez um grande trabalho. Incluindo no início da partida com 2/1 e 0/30 a favor joguei oito pontos horríbeis seguidos. Quando tem a possibilidade de quebrar e ficar na frente e fica quebra abaixi, tudo muda. Tentei de tudo no segundo set, mas perder três vezes seguidas o saque necessita de um milagre para vencer. Isso não foi possível hoje"

Agora o foco em Paris que começa no domingo, dia 27: "Meu plano era jogar amanhã. Agora vamos avaliar o que fazer. Suponho que voltarei pra casa, não vejo muitas saídas. Foi uma noite ruim contra um rival que jogou muito bem, mérito dele. Para mim,demérito de não ter feito bem as coisas. A atitude foi a correta até o fim, me dei oportunidades, mas a bola não ia tão rápida como nos outros dias. Muitos meses sem competir e ter uma capacidade automática de adaptação às condições. Fisicamente talvez me falte competie e jogar pontos longos seguidos. O tempo é limitado, mas são coisas que é preciso ir pegando para seguir competindo."

 

banner
banner