X
banner

Paulistas são campeões do Roland-Garros Junior Wild Card e vão à Paris

Quinta, 10 de setembro 2020 às 16:32:44 AMT

Link Curto:

Tênis Juvenil

O sonho de viajar a Paris e participar da atmosfera de um Grand Slam se concretizou para dois jovens tenistas brasileiros. Nesta quinta-feira, Ana Candiotto e Nicolas Zanellato foram os campeões do Roland-Garros Junior Wild Card Series by Oppo, em Brasília, e viajam à França com as despesas pagas no fim de setembro para enfrentarem os vencedores da mesma competição na Índia e no México. Essa seletiva vale vaga na chave principal do Roland-Garros Júnior.



Atletas do Instituto Tênis, de São Paulo, os dois jovens tiveram uma semana muito consistente no Iate Clube de Brasília, com um tênis de alto nível e mostrando que vão à capital francesa confiantes. Atualmente, Ana Candiotto é a 535ª colocada no ranking mundial juvenil da ITF, e Nicolas Zanellato é o 103º entre os garotos. O título nesta quinta-feira representa um atalho para eles chegarem às grandes competições.

A paulista Ana Candiotto, de apenas 16 anos, foi a primeira a entrar em quadra para uma vitória tranquila sobre a carioca Isabela Mercante na final, com parciais de 6/2 e 6/4.

"O sentimento é de muita felicidade. Vai ser incrível estar em Roland-Garros, que sempre foi o meu Grand Slam favorito. Quero treinar muito para aproveitar essa experiência, pois vai ser muito bom estar lá com as melhores do mundo", comemora Candiotto.

Já Nicolas, de 18 anos, enfrentou o companheiro de clube, o matogrossense Richard Gama. Como esperado, os dois fizeram um primeiro set bastante disputado, com Zanellato levando a melhor apenas no tie-break: 7/6(7). No segundo set, ele teve mais tranquilidade para vencer por 6/2.

"Foi uma semana muito boa, em que consegui apresentar um bom nível de tênis. Eu estou muito feliz por poder ir para a França, por poder jogar um Roland-Garros Juvenil e pisar no mesmo saibro em que o Guga pisou", vibra Zanellato.

Com a realização liberada pelo Decreto Nº 41.150/2020 do Distrito Federal, a competição foi realizada em conformidade com as recomendações sanitárias vigentes e adotou uma série de medidas restritivas em relação ao coronavírus. Além da testagem obrigatória de atletas, árbitros e funcionários do evento para Covid-19, a competição não contou com público presente. Também foi obedecido um cronograma de horários, para que apenas jogadores envolvidos com suas partidas estivessem presentes no clube, entre outras medidas indicadas para os tenistas.

"A relação entre a Federação Francesa de Tênis e a Confederação Brasileira de Tênis é uma parceria que só cresce. Aquilo que começou com o infantojuvenil, foi ampliado para o amador (com o Roland-Garros Amateur Series) e agora também em ações voltadas para o nosso tênis profissional. Essa parceria só cresce em função da credibilidade das duas entidades. Fico muito feliz pela realização deste evento, seguindo todos as normativas e protocolos que este momento exige, e suprindo essa demanda reprimida de atletas e amantes do tênis pelo retorno do esporte", destaca Rafael Westrupp, presidente da CBT.

O Roland-Garros Junior Wild Card Series by Oppo é realizado desde 2015, em uma parceria entre a Federação Francesa de Tênis (FFT) e a Confederação Brasileira de Tênis (CBT). O evento conta com o apoio local da Secretaria de Esporte e Lazer do Governo do Distrito Federal e da Federação Brasiliense de Tênis.

 

 

 

banner
banner