X

Collins dispara contra Djokovic: 'É fácil quando se tem 150 milhões na conta'

Quinta, 11 de junho 2020 às 11:36:45 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A tenista americana Danielle Collins não poupou o número 1 do mundo, Novak Djokovic, e o criticou por não querer jogar o US Open. O sérvio alegou que as medidas do protocolo são extremas e impossíveis. 



A número 51 do mundo lembrou de contradições do sérvio que liderou o movimento de doação para os tenistas do circuito: "Isso é uma grande contradição com os comentários sobre as  doações ao top 100 ppara os jogadores de fora do top 250 . Ninguém foi capaz de jogar eventos oficiais ou ganhar dinheiro desde fevereiro. Agora temos uma grande oportunidade de avançar jogando o US Open, com algumas precauções restritas para garantir que todos os jogadores estejam seguros e que a saúde permaneça em primeiro lugar. Esta é uma ótima oportunidade para os jogadores começarem a ganhar dinheiro novamente, e, em vez disso, temos os melhores jogadores que dizem que ser capaz de trazer uma pessoa apenas os coloca em dificuldade porque eles não podem ser acompanhados por toda a equipe", disse Collins.

"Se é seguro jogar, a USTA, WTA e ATP fazem tudo o que podem para colocar a segurança dos jogadores em primeiro lugar, acho que devemos apoiá-los. É fácil quando você ganha 150 milhões de carreira para dizer às pessoas o que fazer com seu dinheiro e depois declarar que não quer jogar o Aberto dos EUA . Muitos de nós (a maioria dos jogadores) que não viaja com o staff precisam voltar ao trabalho. Seria bom se os melhores jogadores do mundo nos apoiassem em vez de fazer o contrário."

banner
banner