X

Retrospectiva - Abril - Nadal Deca em Monte Carlo e a vergonha de Nastase

Quinta, 21 de dezembro 2017 às 08:00:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O quarto mês da temporada foi repleto de emoções, com o primeiro título da melhor dupla brasileira no circuito, mais um embate entre Rafael Nadal e Roger Federer e, claro, com a emocionante gira europeia de saibro.



Abril já teve boas notícias para o tênis brasileiro logo em seu primeiro dia, com a conquista do Masters 1000 de Miami pela dupla Marcelo Melo e Lukasz Kubot, que superaram Nicholas Monroe e Jack Sock na grande final. Foi o primeiro título da parceria na temporada 2017.

Logo no dia seguinte, o mundo do tênis testemunharia o terceiro embate do ano entre Roger Federer e Rafael Nadal, na final de simples do Masters 1000 de Miami, vencida pelo suíço. Federer abria 3x0 contra o espanhol no confronto direto na temporada. O resultado colocou ambos os tenistas de volta no top 5.

Enquanto isso, no feminino, a britânica Johanna Konta surpreendia o mundo ao vencer Caroline Wozniacki, ex-número 1 do mundo, e levantar o troféu de campeã no WTA Premier de Miami.

Pouco antes do início da temporada européia de saibro, Roger Federer anunciou que não disputaria Monte Carlo, Madri e Roma, deixando ainda em aberto sua participação em Roland Garros.

Ainda na mesma semana, o Brasil venceu o Equador por 3x0 na casa dos adversários, e garantiu a classificação para os Playoffs da Copa Davis, numa tentativa de se manter na elite da competição.

No mesmo final de semana, os sérvios venceram os espanhóis — que jogaram sem Rafael Nadal — e garantiram vaga na semifinal da competição, marcando um duelo com os franceses, que superaram os britânicos por 3x0, sem Andy Murray na equipe.

Do outro lado do mundo, na Austrália, Nick Kyrgios garantiu a classificação para a semi dos tenistas da casa contra o americanos. De volta à Europa, David Goffin liderou a Bélgica na vitória contra a Itália.

O bom resultado na Davis parece ter dado um novo ar ao australiano de 22 anos, que garantiu não voltar mais ao hotel odiando o tênis e que, apesar de emotivo, agora luta por todos os pontos.

Na segunda semana do mês, Roger Federer e Andy Murray disputaram uma partida exibição na cidade de Zurique. A partida beneficente arrecadou um total de R$ 4,3 milhões, que foram destinados às fundações dos tenistas que atuam na África.

Em mais um grande momento para o tênis brasileiro no mês de abril, a paulista Bia Haddad Maia conquistou o bicampeonato em duplas no WTA de Bogotá jogando ao lado da argentina Nadia Podoroska. No mesmo final de semana, Thomaz Bellucci fez uma grande corrida no ATP 250 de Houston, onde conquistou o vice campeonato diante do americano Steve Johnson.

Com o início do terceiro torneio Masters 1000 da temporada, sendo o primeiro no saibro, Rafael Nadal buscava seu décimo título em Monte Carlo. Djokovic, Murray e Wawrinka também estavam na corrida. 

A semana do torneio monegasco foi marcada por anúncios de gravidez no circuito. Na própria quadra do torneio, Jelena Djokovic foi clicada com uma barriguinha evidente e o sérvio confirmou a espera de seu segundo filho. Já nas redes sociais, Serena Williams confirmava, acidente, sua gravidez. Mesmo apagando a mensagem em seguida, o mundo do tênis entrou em polvorosa.

Primeiro dos favoritos a cair em Monte Carlo, Andy Murray levou uma virada diante de Albert Ramos Vinolas ainda nas oitavas de final. Pouco antes da partida, o britânico evidenciou suas dores no cotovelo pela primeira vez na temporada.

Enquanto Nadal caminhava a passos largos para mais uma final em Monte Carlo, recebia uma homenagem ao ter a quadra central do ATP 500 de Barcelona rebatizada em sua homenagem.

Ainda nas quartas de final do Masters 1000 de Monte Carlo, David Goffin mostrou toda sua força ao eliminar Novak Djokovic, campeão do torneio em 2015. No entanto, o belga não conseguiu superar o, então, nove vezes campeão do torneio e foi eliminado na semifinal.

Infelizmente, não só de grandes momentos para o tênis viveu este final de semana do mês de abril. Durante o duelo entre Grã-Bretanha e Romênia pela Fed Cup, o capitão romeno Ilie Nastase agrediu verbalmente a tenista Johanna Konta, a árbitra da partida e a capitã britânica, sendo expulso do complexo antes do fim da partida, posteriormente tendo suas credenciais cassadas e recebendo duras críticas do presidente da ITF.

 

banner
banner