X

Brasil Open terá um top 10 em sua chave após cinco anos

Sexta, 15 de dezembro 2017 às 15:35:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Por Ariane Ferreira - Vice-campeão do Brasil Open em 2016 e atual vice-campeão no Rio, o espanhol Pablo Carreño Busta, décimo da ATP, buscará um título no país em 2018, dando ao torneio paulistano seu primeiro top 10 da chave em cinco anos.



O espanhol, que viveu uma temporada de sonho na gira de saibro nos torneios brasileiros em 2017, alcançando a final no Rio Open e semifinal em São Paulo, além de conquistar o título de duplas no Rio, programou defender todos os seus pontos em 2018.

Uma fonte ligada ao tenista, da equipe da Equelite - Juan Carlos Ferrero, academia de tênis onde Carreño treina e faz parte da equipe profissional, declarou ao Tênis News: "Sei que [os torneios brasileiros] estão em seu calendário previsto e salvo algum imprevisto, os jogará. O que eu sei é que jogará as duas competições sim".

A observação "salvo algum imprevisto", refere-se a possibilidade do tenista ter algum problema, como uma lesão ou problema pessoal, que o obrigue desistir de alguma competição. 

Procurada, a organização do Brasil Open, por meio de sua assessoria de imprensa, declarou não ter ciência desta confirmação e ressaltou: "Não temos nenhum jogador confirmado".

Já confirmado pela organização do Rio Open, Carreño era 24º da ATP,  em 2017 quando foi o principal favorito da chave do torneio paulistano e acabou derrotado na grande final por Pablo Cuevas.

A última vez que o Brasil Openo teve um top 10 em sua chave, foi em 2013, quando o espanhol Rafael Nadal, então quinto, foi o principal favorito e conquistou o bicampeonato do torneio..

Nas edições anteriores os favoritos foram: o francês Benoit Paire, então 22º (20160. O espanhol Feliciano López, então 15º, mas desistiu antes da competição começar (2015). E o alemão Tommy Haas, então 12º (2014).

 

banner
banner