X

Wimbledon não cede à pressão e 2018 pode ser a final menos vista da história

Segunda, 04 de dezembro 2017 às 17:22:47 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Quando o assunto é tradição, o conselho de All England Club cede pouquíssimo e algumas decisões prejudicam o mais tradicional torneio de tênis do mundo, Wimbledon, por razões comerciais. Desta vez o impasse foi com a BBC.



Segundo o que reporta o jornal inglês The Times, pela primeira vez na história a final masculina de Wimbledon coincidirá no quesito horários com a final da Copa do Mundo de futebol. 

Em 1990 e em 2006, tanto a final masculina de Wimbledon quanto a final da Copa do Mundo - um dos eventos esportivos mais assistidos do mundo -, coincidiram nas datas, entretanto a diferença de horários nunca gerou problemas para as TVs retransmissoras dos dois eventos.

Entretanto, em 2018, a final de Wimbledon programada para 15 de julho no já tradicional horário local das 14h coincidirá com a final masculina da Copa da Rússia, programada para às 16h (horário oficial de Londres), do mesmo dia, em Moscou.

O problema começa quando das últimas 20 finais realizadas em Wimbledon, apenas duas tiveram tempo inferior de duração de duas horas, o que inviabilizaria a transmissão dos dois eventos por um mesmo canal.

A BBC, maior rede de TV da Grã-Bretanha e que gera as imagens de Wimbledon para todas as partes do globo, tentou com a organização que o horário fosse modificado, antecipado em pelo menos uma hora, já que é quase impossível que a final masculina dure cerca de 1h50, tempo necessário para que um canal invertesse a transmissão de um torneio para o outro encurtando a exibição das premiações.

Como Wimbledon não recuou, a BBC decidiu que transmitirá a final do Slam londrino em seu segundo canal, a BBC 2.

Desta forma, o torneio de tênis mais charmoso do mundo perderá espectadores no Reino Unido e consequentemente decisões semelhantes devem ocorrer em outros canais de TV pelo mundo que têm os direitos de transmissão das duas competições. O que deve gerar perdas financeiras em termos de patrocínio.

No Brasil, os canais Sportv já direcionam todas as competições de tênis para seu terceiro canal o Sportv3. Já os canais ESPN não têm o direito de transmissão dos jogos da Copa do Mundo e devem manter a final de Wimbledon em seu canal principal. Entretanto, os fãs já estão acostumados com remanejamento de transmissão no meio das competições de tênis tanto para a ESPN 2 quanto para a ESPN+.

 

banner
banner