X

Rep. Tcheca busca tricampeonato inédito da Fed Cup contra França de Mauresmo

Terça, 08 de novembro 2016 às 16:31:13 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Jogando em casa no XXX de Estrasburgo, a França liderada por Amelie Mauresmo chega à final da Fed Cup - principais torneios entre nações do tênis feminino, tentando quebrar a hegemonia da República Tcheca e voltar a vencer 13 anos depois.



Com três jogadoras membros do top 10 da WTA - Karolina Pliskova (6ª da WTA), Petra Kvitova (11ª) e Barbora Strycova (20ª) e mais a especialista em duplas, Lucie Hradecka, a República Tcheca segue como principal nação do tênis feminino, é a atual campeã da Fed Cup e busca ser a primeira nação desde a Espanha, entre 1993 e 1995, a conquistar o tricampeonato consecutivo do torneio.

Com exceção a 2013, quando foi derrotada pela Itália, que se sagrou campeã, na semifinal do torneio, a República Tcheca chegou à final e venceu quatro das últimas cinco edições do torneio. Sempre comandada pelo capitão Petr Pala.

A França, por sua vez, tem força em sua capitã, a ex-número um do mundo Amelie Mauresmo, e conta com Caroline Garcia (23ª), Kristina Mladenovic (42ª), Alizé Cornet (46ª) e Pauline Parmentier (73ª) e vai brigar por seu primeiro título do torneio em 13 anos. Da última vez em que venceu a Fed Cup a França tinha Mauresmo em sua equipe como jogadora.

Entretanto, as oscilações do circuito feminino em 2016 dão força para que mesmo não sendo favoritas as francesas acreditem em sua vitória. Mladenovic declarou que o embate vai ser "interessante".

E deve ser mesmo, já que de seus quatro últimos títulos, três (2012, 2014 e 2015) a República Tcheca conquistou jogando diante de sua torcida, enquanto as francesas venceram 2003 nos Estados Unidos e 1997 na Holanda.

Momento dos papéis se inverterem, mas não para o capitão tcheco. Petr Pala, o capitão mais bem sucedido da história do torneio, acredita que suas pupilas precisam "jogar muito melhor" se quiserem ser campeãs.

A chave deste ano provou que as tchecas sabem jogar fora de casa, como foi coma  Romênia e a Suíça, respectivamente semifinais e primeira rodada do torneio.

Desde que a Fed Cup foi criada em 1963, a República Tcheca acumula quatro títulos de maneira independente e outros cinco títulos como Checoslováquia. Já a França possui dois títulos.

Completam a lista de nações campeãs da Fed Cup: Estados Unidos com 17 títulos; Austrália 7; Espanha 5; Itália e Rússia 4; Alemanha 2; África do Sul, Eslováquia e Bélgica um título cada

banner
banner