X

Advogado de Sharapova divulga comunicado em que critica duramente a WADA

Quarta, 13 de abril 2016 às 13:38:12 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O advogado de defesa da estrela russa Maria Sharapova, John Haggerty, emitiu um comunicado em que critica severamente o Agência Mundial Antidpoing (WADA). Também no dia de hoje, a WADA anunciou a suavização e a anistia de atletas pegos em certas situações no antidoping pela substância Meldonium.



Leia Mais:

WADA dá anistia a atletas pegos com Meldonium e Sharapova pode se beneficiar

Federação Russa otimista que Sharapova jogue a Olimpíada

A Agência declarou, em comunicado, que “os casos em que a prova de doping contenha menos de um micrograma de Meldonium e tenham sido feitas antes do dia 1º de março, serão equivalentes aos ocorridos com a substância antes do dia 1º de janeiro", e que, em tais casos, "admitir-se-á que o atleta não consumia o medicamento de maneira consciente após sua proibição".

No entanto, as investigações serão mantidas contra atletas que “reconhecerem seus erros” ou aqueles contra quem pese evidências de que o Meldonium foi consumido após 1º de janeiro de 2016.

As investigações contra um atleta vão prosseguir caso se reconheça sua falta, se existirem evidências de que ele consumiu Meldonium depois do dia 1º de janeiro ou a concentração "da substância passe dos 15 microgramas por mililitro, o que confirmaria seu consumo recente". 

O mesmo iria ocorrer "se a concentração for entre 1 e 15 microgramas por mililitros e o teste realizado a partir do dia 1º de março”.

Desta forma atletas que deram positivo, mas são considerados inocentes, serão anistiados e poderão competir nos Jogos Olímpicos, notícia que foi muito celebrada pelo Ministério dos Esportes da Rússia, que teve 40 atletas suspensos, entre eles Maria Sharapova

LEIA, NA ÍNTEGRA, O COMUNICADO DE HAGGERTY:

“O fato de a WADA ter se sentido compelida a emitir esse incomum comunicado é prova da forma pobre como eles lidaram com os problemas relacionados ao consumo de Meldonium em 2015. Levando em consideração que vários atletas testaram positivo por tomar o que anteriormente era um produto legal, está claro que a WADA não cuidou desse problema apropriadamente no ano passado e eles [da WADA] estão tentando se redimir disso neste momento. O anúncio sublinha o motivo pelo qual tantas questões legítimas foram levantadas acerca do processo de banimento do Meldonium por parte da WADA, assim como a maneira como eles notificaram os atletas. Esse aviso deveria ter sido amplamente divulgado em 2015, quando teria feito grande diferença na vida de tantos atletas”.

banner
banner