X

Soares embala com Murray, atinge a final no Australian Open e busca 1º Slam

Quarta, 27 de janeiro 2016 às 23:36:28 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O mineiro Bruno Soares, número 22 do ranking, e o britânico Jamie Murray mantiveram o embalo do início de parceria e do começo do ano e com uma atuação de gala garantiram vaga na decisão do Australian Open, primeiro Grand Slam do ano.



Leia Mais:

Soares é o 1º brasileiro na final da Austrália após 51 anos

ÚLTIMOS DIAS - Quem leva o Aberto da Austrália ? Ganhe um super kit com raquete, tubos de bola do torneio e mais!

Soares e Murray, dupla cabeça de chave 7, derrotaram os franceses Adrian Mannarino e Lucas Pouille, algozes da melhor dupla do evento, o romeno Horia Tecau e o holandês Julien Rojer, por 2 sets a 0 com fáceis 6/3 6/1 em menos de uma hora de duração.

Esta será a segunda final de Major do brasileiro que foi vice-campeão em 2013 no US Open com o austríaco Alexander Peya. Na época perderam para o tcheco Radek Stepanek e o indiano Leander Paes.

Na decisão que deve acontecer no sábado, eles vão enfrentar justo Stepanek que atua com o canadense Daniel Nestor que derrotaram  a dupla do uruguaio Pablo Cuevas com o espanhol Marcel Granollers, algozes de Ivan Dodig e Marcelo Melo, por 7/6 (13/11) 6/4.

Em três torneios no ano, Bruno e Jamie fizeram semi em Doha, no Qatar, e título em Sydney e com este resultado já garantem no mínimo a vice-liderança do ranking do ano que ocupam a ponta.

Bruno e Murray buscaram o primeiro Slam de duplas no masculino. O britânico foi vice do US Open e Wimbledon com o antigo parceiro, o australiano John Peers.

O jogo

O primeiro set começou com 30 minutos de atraso por um motivo inusitado: um parafuso que prende a rede ao piso se soltou. Com o início da partida, as duas duplas começaram firmes no saque. No quinto game, Soares saiu de um 15/40 no saque disparando ace para confirmar e, no game seguinte, ele e Jamie deram o bote quebrando de zero com voleio cruzado do britânico. Bastou então sustentar a vantagem até o nono game para liquidar a parcial com ace do mineiro, 6/3.

Na segunda etapa Soares e Murray saíram quebrando, abriram 2/0 e mantiveram-se sólidos diante dos erráticos franceses. Emplacaram mais duas quebras para fechar com rapidez e sobriedade por 6/1.

banner
banner