X

Sá e Soares embarcam para iniciar ano no ATP de Doha

Quarta, 30 de dezembro 2015 às 15:08:45 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Depois de uma intensa pré-temporada em Blumenau (SC) e no hotel Parador, na praia do Estaleirinho, em Balneário Camboriú (SC), André Sá (Phoods/Ferraz & Cicarelli Advogados/Correios/Asics), número três do Brasil e 42º do ranking da ATP, embarca nesta quinta-feira, dia 31, para iniciar a temporada no ATP 250 de Doha, no Qatar, evento com premiação de US$ 1,1 milhão.



Sá, natural de Belo Horizonte (MG), mas radicado em Blumenau (SC) desde 2003, jogará ao lado do austríaco Julian Knowle e depois atua com Chris Guccione no ATP 250 de Auckland, na Nova Zelândia, e no Australian Open, em Melbourne, o primeiro Grand Slam do ano, um dos quatro maiores torneios do mundo: "Não consegui entrar com o Chris na primeira semana, por isso optei ir com o Julian para o Qatar, mas depois sigo firme com o Chris", disse o número três do Brasil que inicia animado o ano onde busca participar de sua quarta Olimpíada, na Rio-2016. Aos 38 anos ele é o brasileiro com maior participações nas Olimpíadas tendo jogado as três últimas: "Tive um grande ano de 2015, de superação, com três títulos e quatro finais e foi uma pré-temporada de muito trabalho para seguir vencendo e subindo em 2016 onde quero muito disputar essa Olimpíada".

André disputou quatro finais de ATP no ano, com título em Nottingham, na Inglaterra, e vice em Shenzhen, na China, os dois com Guccione, mais dois canecos em Buenos Aires, na Argentina, com Jarkko Nieminen (Finlândia) e Umag, na Croácia, com Máximo Gonzalez (Argentina).

Quem também segue para Doha é Bruno Soares. Depois de semanas de pré-temporada em Belo Horizonte, ele viaja motivado com o trabalho feito e animado para iniciar a nova parceria com Jamie Murray.

"A pré-temporada esse ano foi muito boa. Consegui felizmente treinar bastante tempo aqui em Belo Horizonte, o que há muito tempo não acontecia. Já fazia a preparação física aqui com o Chriszogno Bastos há muitos anos e agora com a entrada do meu novo técnico, o Hugo Daibert, consegui treinar muito forte aqui em BH. Estou me sentindo muito bem preparado, tecnica e fisicamente o que é muito importante para o início do ano. A gente sabe que a temporada é longa e corrida."

Além da confiança na boa preparação feita durante todo o mês de dezembro na capital mineira, Bruno viaja para Doha, animado para iniciar a parceria com o britânico Jamie Murray. "Vamos nos encontrar lá em Doha e começar a se entrosar. É um período muito curto antes de um Grand Slam, mas vamos fazer o melhor possível como dupla. Estou animado para fazer a nossa estreia juntos."

Depois do ATP no Qatar, Bruno joga o ATP de Sidney e o Australian Open, em que também jogará duplas mistas, desta vez ao lado da russa Elena Vesnina. Após a temporada australiana, ele retorna ao Brasil para jogar o Rio Open e o Brasil Open.

banner
banner