X

Robin Soderling anuncia aposentadoria definitiva do tênis

Quarta, 23 de dezembro 2015 às 11:00:44 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O tenista sueco que está afastado desde 2011 das quadras, devido a uma mononucleose, Robin Soderling, aos 31 anos, anunciou sua aposentadoria do tênis de uma vez por todas.



O ex-número 4 do mundo, vem tentando voltar a atividade há anos, mas a fadiga física causada pela doença sofrida não permite os treinamentos. Durante uma entrevista à BBC, em maio deste ano, estava confiante com a possibilidade de um retorno: “Meu objetivo é ter uma longa carreira, e jogar muito além dos meus 30 anos, se eu conseguir ficar saudável, eu sinto que ainda tenho alguns bons anos pela frente. Olhando a maneira que os tenistas estão se desempenhando agora, mesmo com uma alta idade, isso me dá um pouco de esperança”, afirmou o sueco.

Tal confiança mudou de tom, em uma carta divulgada pelo próprio atleta ele explica e anuncia sua retirada em definitivo das quadras de tênis:

 

“Por meio desta cara eu gostaria de informar a decisão de encerrar minha carreira como tenista profissional. Algumas semanas antes do ATP de Bastad em 2011 foi detectada minha mononucleose, desde então, eu não percebi o quão sério era isto, eu cometi o erro de continuar treinando, e batalhei contra o vírus no meu corpo, o que resultou em mais sofrimento, em uma síndrome de treinamento excessivo. Eu tenho tentado me recuperar totalmente disso, com a doença, tem sido impossível para mim, treinar cem por cento e tenho sido forçado a descansar após qualquer esforço físico. Em alguns momentos me senti tão mal, que tinha de ficar completamente de cama, nesse último ano, no entanto, minha saúde melhorou e eu pude aumentar minha dose de treinos, mas minha recuperação após tais exercícios não era o bastante como eu gostaria. Para jogar as competições é necessária uma exaustão física por longo período, e em todos estes anos eu acreditei que poderia voltar à elite do tênis, mas agora eu percebi, que eu não estarei saudável o bastante para jogar tênis no nível demandado. Por esta razão, eu decidi encerrar minha carreira como tenista profissional.

Claro, que essa é uma decisão muito triste. Agora, em meu pensamento, eu sinto que deveria ter ouvido melhor meu corpo, e então ter evitado a doença, mas por outro lado, sempre é fácil ser inteligente depois, e o tênis é um esporte que necessita de uma condição física para se manter em uma posição de respeito, no topo do mundo. Com esse pensamento, e sabendo que fiz tudo possível nos anos recentes para me curar da doença, eu posso, sem maiores dificuldades, tomar esta decisão. Ao invés de seu chato com todo mundo, me sinto recompensado e orgulhoso de olhar para trás, e ver a carreira de sucesso que construí. Eu alcancei e experimentei coisas, que me fazem sentir como um privilegiado.

Mesmo que minha carreira no tênis tenha acabado, eu vejo um futuro brilhante e minha agenda para os próximos anos estará lotada. Primeiro de tudo, eu tenho minha esposa e dois filhos para passar o maior tempo possível ao lado. Eu também tenho contribuído no início da empresa RS-tennis, que produz bolas de tênis e outros equipamentos, que tem atingido um sucesso surpreendente, sendo que já estabelecemos vendas em quatro países diferentes. Isso é algo, o qual, poderei estar mais disponível para investir e desenvolver.

Primeiro e acima de tudo, eu quero agradecer minha família, que tem me dado suporte e mostrado paciência comigo todos esses anos. Eu também quero agradecer meus fãs, que mostraram também um apoio tremendo, tanto na minha carreira, quanto nos últimos anos que tem sido difíceis para mim. Sem este apoio, eu não teria conseguido seguir em frente, não teria tentado voltar ao topo”.

 

Soderling, em sua carreira, chegou a uma final de Roland Garros, em 2009, sendo o primeiro tenista a derrotar Rafael Nadal no saibro francês. Venceu 10 títulos, incluindo um Masters 1000, o de Paris, foi número 4 do ranking da ATP, e colecionou vitórias importantes contra ex-números um do mundo.

 

 

 

banner
banner