X

Embaixadores Rolex, Swiatek e Alcaraz tentam quebrar escrita em Wimbledon

Quarta, 29 de junho 2022 às 10:03:33 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Por Gustavo Loio - A dição de Wimbledon, que começou nesta segunda-feira, dia 27, é ainda mais histórica. Afinal, a quadra central do All England Club está completando 100 anos. Na chave feminina, todos os olhos estarão voltadas à polonesa Iga Swiatek, líder do ranking e que vem de 36 vitórias seguidas. 



Veja mais colunas de Gustavo Loio!

O super tradicional torneio londrino é o Grand Slam com pior desempenho da líder do ranking. Bicampeã de Roland Garros (2020 e 2022) e semifinalista no Aberto da Austrália (também neste ano), Swiatek soma apenas quatro vitórias em duas participações em Wimbledon. Três foram ano passado, quando alcançou as oitavas de final (também seu melhor resultado no US Open, onde acumula mais vitórias: 6, em três edições).

Se Swiatek tem sido o principal destaque da temporada feminina, com seis títulos, no masculino a sensação do circuito é o espanhol Carlos Alcaraz, de 19 anos, também embaixador da Rolex.

Com quatro troféus no ano (Rio Open, Barcelona e os Masters 1000 de Miami e Madri), o fenômeno da Espanha tenta quebrar escrita semelhante à de Swiatek em Londres. Esta será apenas sua segunda participação no torneio. Em 2021, ocupando a 75ª posição no ranking, Alcaraz ganhou do japonês Yasutaka Uchiyama na estreia, mas, na rodada seguinte, caiu diante do russo Daniil Medvedev, então número 2 do mundo (hoje, o líder). Desta vez, o primeiro rival foi o alemão Jan Lennard Struff, 158º, com triunfo em cinco sets.

Por falar em troféu, o recordista de conquistas em Wimbledon é outro embaixador Rolex, o suíço Roger Federer, maior ausência deste ano no torneio. O gênio nascido na Basileia coleciona oito vitórias: 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009, 2012 e 2017.


O lendário sueco Björn Borg foi outro embaixador da Rolex que se destacou, vencendo cinco títulos consecutivos entre 1976 e 1980, além da americano Chris Evert, que levantou o Venus Rosewater Dish três vezes em sua carreira.

RELÓGIO OFICIAL DESDE 1978

A relojoaria suíça nutre uma relação especial com o terceiro Grand Slam da temporada desde 1978, quando uma união pioneira marcou o início de sua crescente parceria com o esporte. Nas décadas seguintes, a marca construiu um rico legado de defender o alto desempenho e ajudar a manter as tradições do tênis. A aliança se estende a todos os quatro torneios do Grand Slam, aos atuais competidores de elite e lendas do jogo, bem como às organizações que administram o jogo globalmente.


Abaixo, os embaixadores Rolex campeões de Wimbledon:

Rod Laver (1961, 1962, 1968, 1969)

Chris Evert (1974, 1976, 1981)

Björn Borg (1976, 1977, 1978, 1979, 1980)

Stefan Edberg (1988, 1990)

Roger Federer (2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009, 2012, 2017)

Garbiñe Muguruza (2017)

Angelique Kerber (2018)

Sobre Gustavo Loio

Jornalista formado em 1999 e pós-graduado em Assessoria de Comunicação, já trabalhou com Gustavo Kuerten. E, também, nas redações da Infoglobo (O Globo, Extra e Época), do Diário Lance! e do Jornal O Dia, além do site oficial do Pan de 2007, no Rio.

banner
banner