X

Kyrgios se diz orgulhoso e critica postura do árbitro após queda para Medvedev

Quinta, 20 de janeiro 2022 às 11:23:22 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Nick Kyrgios se mostrou muito orgulhoso de sua performance nesta quinta-feira pela segunda rodada do Australian Open onde caiu em quatro sets diante do número dois do mundo, o russo Daniil Medvedev. Ele disse que pode vencer 95% dos tenistas no mundo.



"Estou incrivelmente orgulhoso do meu desempenho hoje. Acho que se houvesse uma votação, todo mundo diria que Daniil é o melhor do mundo agora. Não abaixa o nível em nenhum jogo. Ele dá tudo, não importa o placar ou o momento de pressão que ele tenha. Ele confia muito em si mesmo. Eu dei o meu melhor. Joguei no 220 por três horas e joguei bem por baixo, criando minhas chances no resto. Com tudo o que passei nos últimos quatro ou cinco meses e depois de passar pelo Covid há uma semana, estou orgulhoso de como respondi. Eu não teria feito isso sem minha equipe. Do Daniil, eu diria que ele é o favorito para vencer", apostou Kyrgios que comentou do barulho do público e reclamações do russo.

"Eu disse ao árbitro de cadeira para dizer à multidão para calar a boca. É seu trabalho controlar a multidão em vez de querer ser a estrela. Ninguém vem a uma quadra para ver um árbitro de cadeira. O que ele deve fazer é controlar as arquibancadas e o resultado. Você deve ter um pouco mais de bom senso e não dar um aviso para alguém com 0-40, porque isso não permitirá que você controle o público. Há um tenista local, que é o jogador mais divertido para aquela galera, então se você fizer isso, você deve esperar que as pessoas fiquem empolgadas".

Kyrgios comentou se a atuação pode lhe dar incentivo para o restante do ano: "Isso não importa para mim. Só penso no hoje. Vou jantar com a minha equipe. Não importa se eu treino pouco ou muito. As pessoas vão me criticar mais ou menos, mas sabem que em partidas como essa eu vou aparecer. Eu sei que posso vencer 95% do circuito nesta quadra, para ser honesto. Lutei, fiz um bom show. E isso e tudo. Não penso em outros torneios. Eu só quero ir para casa e fluir."

Kyrgios foi perguntado se seria seu último ano do tênis. Ele acredita que não, mas espera ver o passar da temporada.

banner
banner