X

Berrettini diz que paralisação o prejudicou contra Djokovic

Quarta, 09 de junho 2021 às 21:42:23 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Matteo Berrettini, número nove do mundo, lamentou a eliminação nas quartas de final de roland Garros nesta quarta-feira diante do número 1 do ranking, Novak Djokovic em quatro sets por 6/3 6/2 6/7 (7/5) 7/5.



Berrettini vinha virando a partida quando o jogo foi paralisado no 3/2 no quarto set para a saída do público pelo toque de recolher. Foram cerca de vinte minutos de jogo suspenso e tenistas no vestiário.

"Prefiro não comentar esse assunto, mas acho uma pena. É algo que eu não gostei nada, mas é algo que está acima de nós, então não podemos fazer nada a respeito, cabe a você se adaptar. Tomara que tudo relacionado ao COVID e a essas situações acabe logo, é a pior coisa que nos aconteceu neste último ano. Na partida senti a torcida muito próxima, me vi jogando bem, então parar não era o melhor para o meu tênis, mas tive que aceitar. Fisicamente também não me ajudou, quando voltei para a quadra não me sentia bem, mas mais uma vez é o tenista que tem que se adaptar a tudo. Da próxima vez vou tentar fazer melhor ”, disse o italiano que se disse orgulhoso pela campanha em Paris.

“Estou muito orgulhoso de mim mesmo, muito orgulhoso da minha equipe, do que conquistamos. Estou muito feliz, mas ao mesmo tempo não quero parar por aqui. Ainda sou jovem, essas são minhas segundas quartas de final do Grand Slam, quero mais. É ótimo se eu pensar sobre onde comecei quando era jovem, tudo o que fiz, todas as lesões, cada momento difícil, etc. Isso é esporte, quem quer mesmo avança, e ninguém quer mais do que eu. Quero voltar às semifinais, quero ir bem em Wimbledon, sei que não vai ser fácil, mas essa é a minha mentalidade no momento".

Berrettini foi questionado o que falta para se aproximar e bater o Big 3: "Hoje foi uma questão de poucos pontos, em Londres (ATP Finals em 2019) a diferença foi muito maior. Tenho estado perto, não sei o que estou perdendo, talvez seja porque ele jogou muitas quartas de Grand Slam, a diferença em termos de experiência está aí. Se eu tivesse jogado mais quartas de final nesses torneios, talvez as coisas tivessem mudado, mas estou feliz porque mudei meu jogo e meu nível ainda está lá. Há dois anos eu estava em um nível muito inferior, mas quero continuar melhorando. A reação que Novak teve no final reflete que o jogo está muito sofrido, vou ficar com isso ”.

banner
banner
banner