X

Rublev lamenta cansaço na final em Monte Carlo

Domingo, 18 de abril 2021 às 14:45:14 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O tenista russo Andrey Rublev, oitavo do mundo, lamentou derrota neste domingo na final do Masters 1000 de Monte Carlo contra o grego Stefanos Tsitsipas, quinto do mundo, por um duplo 6/3 após 1h11min de duração. Ele culpou o cansaço.



"Tudo depende do lado onde vemos. Se olharmos para o jogo de hoje, fica claro que ele foi melhor do que eu. Se falarmos mais a fundo, a verdade é que, depois de todos os jogos que fiz, parecia muito cansado, exausto. Mas não é uma desculpa, ele apenas foi melhor do que eu, só isso. Ele é um dos melhores tenistas do circuito e contra quem eu mais joguei. Neste ponto, já jogamos algumas finais, algumas partidas importantes. Espero que seja o começo de algo ótimo", disse o russo que jogou quase três horas contra o espanhol Roberto Bautista nas oitavas e 2h32min contra Rafael Nadal nas quartas.

“Sinto alegria e tristeza ao mesmo tempo. Estou feliz pela semana que fiz, mas estou super triste pela final, porque não pude mostrar o meu jogo, não pude lutar pela vitória, não pude vencer. Obviamente, estou feliz com a semana que tive, venci grandes jogadores, venci um dos melhores da história, então é uma semana muito especial, independente do final. Mas é claro que, em jogos como esse, o que você quer é ganhar o título. Nem sempre sigo como eu quero, hoje aconteceu comigo, estava completamente exausto. Stefanos, por sua vez, mostrou um grande nível de jogo e melhor que eu ”.

“É meu primeiro torneio em quadra de saibro e cheguei à final, minha primeira final do Masters 1000. É um ótimo começo, veremos. Espero poder mostrar um ótimo jogo pelo resto das semanas. Agora tenho uma grande oportunidade de provar isso, já que nos últimos dois anos me machuquei nessa época e perdi parte da turnê, então não tenho como defender. Só tenho uma grande chance de ganhar novos pontos, então farei o meu melhor ”.

“Procuro dar o meu melhor em cada torneio, trabalhar o máximo que posso, treinar tudo o que tenho para melhorar e depois entrar em quadra para ser um tenista melhor. No final, neste ponto, tudo é decidido por pequenos detalhes, em cada torneio. Adoraria jogar bem em Madri e adoraria jogar bem em Roma, adoraria jogar bem todas as semanas, mas é impossível. Haverá semanas melhores e semanas piores, mas haverá alguns que serão incríveis. No momento estou jogando muito consistente, estou feliz por estar fazendo minha melhor temporada até agora. Agora é hora de ir para o Barcelona, ​​algo que confirmei um pouco antes de enfrentar o Rafa, lá já estava claro que ia jogar o torneio. Espero poder estrear na quarta-feira e assim ter dois dias de folga, mais do que suficientes. Vamos ver como me sinto, espero estar pronto", disse o jogador que será o terceiro favorito em Barcelona.

“Sempre levo muito a sério quando perco, demoro um pouco a recuperar. Tenho certeza que esta noite, mesmo amanhã ainda estarei decepcionado. Se quero lutar bem em Barcelona tenho que me recuperar e estar preparado, não posso ficar pensando no que aconteceu hoje em quatro dias. De alguma forma, sei que vou me concentrar no torneio e esquecer o resto, mas agora é fácil."

banner
banner