X

Venus tira lição de pandemia e afirma: 'Não aguento mais jogar sem torcida'

Domingo, 27 de dezembro 2020 às 16:07:26 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A tenista americana Venus Williams detalhou, em carta sobre a temporada, suas lições tiradas diante da pandemia do coronavírus. Foram três meses em casa pela primeira vez desde que tinha 17 anos e agora ela tem 40.



Ela só venceu um dos nove duelos disputados desde o retorno, no WTA de Lexington, nos Estados Unidos: "No fim desses três meses estava ansiosa pelo tênis. Com os meses sem o esporte e sem claro de quando poderia retornar achei uma nova apreciação do tênis. Descobri empolgação verdadeira no meu trabalho. O esporte está na minha alma e o tênis no meu sangue. Agradeço a lição inesperada de apreciação deste ano."

A tenista sentiu falta do público: "Jogar sem fãs foi uma chatice, continua a ser uma chatice e será para sempre uma chatice até que possamos trazer nossos fãs de volta em segurança! Os torcedores são aqueles que dão a nós atletas a chance de ter um emprego. Se os fãs não podem ir, se ninguém liga, somos irrelevantes. Não há esporte sem fãs”, seguiu.

"Eu sou um introvertida, sempre achei os fãs esmagadores de uma forma, mais do que eu poderia suportar. Eu estava errada. Pensei que estava jogando para mim, mas o tempo todo eu estava jogando para eles. O eco dos estádios vazios soou mais alto a cada competição. O silêncio era demais para suportar. No momento, não aguento ficar sem os fãs. ” 

 

 

Ter que ficar em bolhas nos torneios também não é agradável para ela: "Estar em uma bolha não é divertido. Não é até que sua liberdade seja tirada de você que você sabe o que é liberdade! É tão estranho ouvir aonde você pode ir, onde você não pode ir, com quem você pode se sentar, quanto tempo você pode ficar em algum lugar ... é MUITO! Estar em uma bolha é um pequeno preço a ser cobrado por saúde e bem-estar não só para você, mas para o mundo todo. Ainda assim, devo dizer, estou tentando! ” concluiu.

 

banner
banner