X

Ganhar de Nadal aqui seria único, diz Schwartzman

Terça, 06 de outubro 2020 às 20:40:59 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Após bater Dominic Thiem em cinco sets com 5h08min de batalha, Diego Schwartzman celebrou de forma contida a vaga em inédita semifinal de Grand Slam, em Roland Garros, para focar já na busca pela final na sexta-feira.



Leia Mais:

Tênis argentino deveria ser nossa maior inspiração 

 

"Quando terminei a partida, apenas sentei, me emocionei um pouco. Mas logo depois quando estava na toalha, com lágrimas, disse a mim mesmo 'isso segue, isso segue. Esqueça disso, terei tempo para desfrutar'. Já estou desfrutando, sem dúvida, mas agora preciso seguir ganhando. Tenho que de alguma forma mesclar o deleite em seguir muito focado e concentrado com o que estou fazendo . Estou conseguindo um monte de coisas que de criança sonhava, que em um momento via difícil, em outro momento vi perto e pensei que não alcançaria. Ficava longe, voltava, agora estou conseguindo. É um enorme passo para mim, minha carreira e venho fazendo a nível tenístico. Estou muito feliz".
A Argentina vive um momento bonito com Nadia Podoroska também na semifinal no feminino pela primeira vez desde 2004: "Estou muito consciente da repercussão pelas mensagens e o que vi nas redes sociais. Sei o que está acontecendo, do que está fazendo Nadia...nem falar. Não se pode imaginar os gritos que pegamos na academia quando estava jogando  e vendo a partida enquanto nos aquecíamos. Estivemos saltando e tão nervosos como se estivesse numa Copa Davis. Que nós dois estamos na semifinal é um espetáculo, incrível".
"Estou muito feliz, é incrível  o que estou fazendo pessoalmente, mas o torneio segue. Tanto para mim quanto para Nadia. Assim seguiremos nosso caminho para seguir ganhando".
Sobre o duelo contra Nadal na semifinal, Diego, que o derrotou em Roma no mês passado, comentou: "Ganhar do Nadal em Roland Garros seria único. Como imagino ? Cada vez que enfrento ele em um duelo de cinco sets é preciso estar preparado. Se voltarmos para Roma e sou capaz de repetir isso, o feito de ganhá-lo em dois sets, ainda me faltaria uma eternidade (mais um set) assim que mentalmente teria que estar muito preparado igual fisicamente. Jogar contrao Rafa em cinco sets é outra coisa, muito poucos o derrotaram aqui . Espero estar à altura da batalha que fiz em 2018, fazer alggo parecido que fiz e manter por mais tempo", lembrou o argentino que perdeu em quatro sets duros.

banner
banner