X

Stefani comemora vitória em jogo de 'gato e rato' e se anima com semi

Sexta, 18 de setembro 2020 às 20:18:10 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Luisa Stefani (Tennis Warehouse), 39ª do mundo e primeira do Brasil nas duplas, e a parceira americana Hayley Carter, atingiram, nesta sexta-feira vaga na semifinal do WTA Premiere de Roma, na Itália, torneio no saibro com premiação perto de 1,7 milhão de euros e do mais alto nível do circuito feminino.



A paulistana, primeira top 40 do país em 31 anos, que mora e treina na Saddlebrook Academy, em Tampa, na Flórida, nos Estados Unidos, e a americana derrotaram de virada a tcheca Lucie Hradecka, atual 30ª e ex-top 5 do mundo, e a eslovena Andreja Klepac, 32ª e ex-12ª colocada, por 6/7(7/5) 6/4 10/8 após 1h42min na quadra 1 do Foro Itálico romano.

Este é o melhor resultado da brasileira neste tipo de evento que perde só para os quatro Grand Slams superando as quartas de final de Dubai em fevereiro deste ano.

"Muito feliz de estar na semi. Descreveria um jogo de gato e rato , muitos altos e baixos para os dois lados. Lembro que em Dubai quando enfrentamos elas foi a mesma coisa. Elas têm um time forte, muito bom, batem muito forte na bola, então foi um jogo bem legal de dupla no sentido de ter que adaptar a cada momento. Todo mundo foi quebrada, tudo podia acontecer em qualquer game. Tivemos chances no primeiro set, acabamos perdendo, então voltar para o segundo foi um bom sinal , mas fizemos o que tínhamos que fazer. Em Dubai foi parecido em ter que estar atenta o tempo inteiro e no fim usamos bem as nossas jogadas e pressão a nosso favor", descreveu Luisa.

A dupla da brasileira joga neste sábado em torno das 10h no terceiro encontro da quadra Grand Stand contra as principais favoritas, a taiwanesa Su Hsieh e a tcheca Barbora Strycova em busca de vaga na final. Hsieh e Strycova formam a melhor dupla do mundo, a taiwanesa é a número 1 do mundo e a tcheca a segunda colocada. Somente este ano elas ganharam três títulos em Dubai, Doha e Brisbane.

"Muito animada para essa semi. Assisti elas jogando na Austrália, jogam muito bem, ótimos resultados esse ano, ano passado, nos últimos tempos. Muito animada para o desafio e oportunidade. É esse tipo de time que queremos jogar contra esse ano. Tivemos uma chance contra um time bom no US Open e temos outra. Feliz. Gratidão. Vamos que vamos", acrescentou a brasileira.

Stefani e Carter vêm de quartas de final do US Open além do título no WTA de Lexington, torneios na temporada americana após a quarentena.

Após Roma elas jogam na semana que vem o WTA de Estrasburgo, na França, e Roland Garros, que será o último Grand Slam da temporada, realizado em Paris, na França.

Em 2020 a dupla vem colhendo bons resultados. Além do título de Lexington, foram campeãs do WTA 125 de Newport Beach, na Califórnia, e fizeram quartas de final do WTA Premiere de Dubai, nos Emirados Árabes.

Em Nova York, Stefani e a parceira Carter têm a companhia do treinador indiano Sanjay Singh, que foi treinador do lendário Leander Paes, um dos maiores campeões da história nas duplas.

banner
banner