X

Medvedev diz que dor no ombro é pequena e não preocupa

Quarta, 09 de setembro 2020 às 21:35:46 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Após se garantir na semifinal do US Open batendo o amigo de infância, Andrey Rublev, o russo Daniil Medvedev foi às redes sociais comentar o quão difícil é vencer um amigo. "Jogaremos mais contra no futuro, estou certo disso", decretou.



Após seus compromissos com as redes de televisão que fazem a transmissão do US Open para o mundo, Medvedev foi ao Twitter e compartilhou uma postagem do perfil oficial da ATP, que traz um registro dele, ao lado da letã Jelena Ostapenko, campeã de Roland Garros 2017, e de Rublev, adolescentes, perto dos 12 ou 13 anos de idade, na famosa Times Square em Nova York.

"Esta foto é maravilhosa!!! Nunca é fácil jogar contra um amigo. Andrey, jogaremos muito mais jogos contra no futuro, estou certo disso", escreveu Medvedev marcando também Ostapenko na publicação.

 

Medvedev conversou com a imprensa e explicou o atendimento médico, problemas no ombro: "Está tudo bem. Só senti um pouco cansado no final do terceiro set pelo quão físico havia sido o encontro. O ombro começou a doer um pouco, mas chamei o fisio e ele me tratou. Também tive cãibras, mas a massagem me serviu. No fim terminei no 100%".

 

O russo disse ainda sobre a ausência de Novak Djokovic: "Novak nem sequer estava do meu lado da chave, para encontrá-lo teria que chegar na final. Se chegar e não estiver o Djokovic, então é aí que poderei dizer que terei uma maior oportunidade. Ainda tenho uma semi por jogar. Isto é algo que funciona pra mim, olhar o caminho mais próximo. Este ano só olhei a primeira, depois segunda rodada. Quando dizem que vou pelo lado de Thiem ou do Djokovic não me importa. Vejo partida a partida".

 

 

Medvedev disse ainda estar vendo bons jogos físicos de cinco sets dos rivais e apontou estar feliz por ter vencido todas as partidas sem perder parciais.

banner
banner