X
banner

Após 35 anos, Babcock se aposenta do Conselho dos Grand Slam

Quinta, 06 de agosto 2020 às 14:42:56 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O Conselho do Grand Slam anunciou hoje a aposentadoria de Bill Babcock para o final de 2020. Ex-tenista pela universidade de Minneapolis, Babcok dedicou sua vida para atuar como executivo do esporte e foi os responsáveis por grandes mudanças no esporte nos últimos 35 anos.



O comunicado enviado pelo Conselho é assinado pelos diretores das quatro federações que possuem Grand Slam, Ian Hewitt da federação britânica (LTA), Jayne Hrdlicka da federação australiana (Tennis Australia),Bernard Giudicelli da federação francesa (FFT), Patrick Galbrait da federação norte-americana (USTA) e atual presidente do Conselho, e o presidente da federação internacional (ITF), David Haggerty.

Neste comunicado, recordam: "Babcock iniciou sua carreira administrativa / jurídica no tênis, trabalhando para o então Men's Tennis Council (Conselho do tênis masculino) em Nova York, sob a direção de Marshall Happer. Babcock foi recrutado no final dos anos 80 pelo então presidente da ITF, (o francês) Philippe Chatrier, e pelo vice-presidente (o norte-americano) Brian Tobin, para desenvolver e implementar a missão do novo Comitê de Grand Slam (GSC). Nisto, incluiu a criação de um livro de regras do Grand Slam, um departamento de arbitragem independente, uma equipe de imprensa e mídia Grand Slam e, principalmente, o estabelecimento em 1990 da Grand Slam Cup, que durou com sucesso em 1999. A Grand Slam Cup também permitiu os Grand Slam fizessem contribuições financeiras significativas para o desenvolvimento do tênis por meio do Fundo de Desenvolvimento Grand Slam (GSDF), criado em 1996 e administrado pela ITF. Mais de US $ 55 milhões foram contribuídos e distribuídos até o momento pelo GSDF e a longa lista de jogadores que receberam assistência inclui Gustavo Kuerten, Jelena Ostapenko, Juan Martin del Potro, Simona Halep, Grigor Dimitrov, Leander Paes e Victoria Azarenka".

Babcok ainda foi o responsável por unir a Grand Slam Cup ao ATP Cup, criando então o Tennis Masters Cup, que hoje é conhecido como ATP Finals.

"Trabalhar com os torneios de Grand Slam e a ITF nos últimos 30 anos tem sido um privilégio e uma honra", disse Babcock. “Reconheço as enormes contribuições para o tênis que foram feitas e continuam a ser feitas pelos torneios Grand Slam, a ITF e o resto da Família do Tênis. A oportunidade de compartilhar uma parte desse esforço foi enriquecedor. Muito do sucesso que obtive se deve à sabedoria, amizade e apoio das inúmeras comandantes de Grand Slam, executivos de Grand Slam e presidentes da ITF ao longo dos anos, bem como de meus incontáveis ​​amigos e colegas da família do tênis. Obrigado a todos por esta maravilhosa jornada", finalizou ele.

Os membros do conselho agradeceram as 'décadas de dedicação ao esporte' e fizeram votos de boa aposentadoria.

banner
banner