X

Murray: 'Coronavírus não se importa com quem você é. Precisamos respeitá-lo'

Quarta, 24 de junho 2020 às 08:15:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Após vencer na estreia do 'Batalha de Britânicos' - torneio exibição realizado em Londres sem a presença de público, o ex-número 1 Andy Murray respondeu a perguntas do jornal local The National a respeito dos casos de COVID-19 na Adria Tour.



"Primeiramente, eu espero que eles estejam e se recuperem, que todos os afetados estejam saudáveis e em segurança", desejou o escocês ao iniciar sua fala.

"Olhando em retrospectiva, isso não deveria ter acontecido. Não é uma surpresa que muitos tenham testado positivo após vermos algumas das imagens da festa dos jogadores e do 'Kids' day' [evento organizado apenas com crianças e os jogadores]. Não existia distanciamento social", apontou.

O escocês ainda ponderou sobre as discussões levantadas pela situação da infecção de Grigor Dimitrov pela COVID-19 e posteriormente a confirmação de outros sete casos diretos, dentre eles do sérvio Novak Djokovic e sua esposa, Jelena. “Algumas pessoas disseram que isso põe o US Open em dúvida - o que me parece bom, mas os protocolos adotados pela USTA (Federação norte-americana) são diferentes aos da Sérvia e Croácia", comentou.

"Sem torcedores, pra começar. O coronavírus não se importa com quem você é ou o que você faz. Nós precisamos respeitá-lo e respeitar as regras", alertou Murray.

“Eu não acho que tenha sido o mais positivo para a imagem do tênis. A única coisa positiva disso é: até que esteja totalmente seguro para fazê-lo, nós não teremos torcedores nos torneios para reduzir ao máximo os riscos", finalizou.

banner
banner