X

Torneio de Madri celebra 'pequena vitória' ao ser reagendado

Quarta, 17 de junho 2020 às 13:35:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O diretor geral do Masters 1000 e WTA Premier Mandatory de Madri, Feliciano López, comentou a "pequena vitória" conquistada com o reagendamento do torneio para o período entre 12 e 20 de setembro, na retomada dos circuitos profissionais de tênis.



"É uma notícia muito boa que o Mutua Madrid Open pode ser disputado em setembro", disse Feliciano López. “Isso significa que a situação extremamente complicada em que vivemos nos últimos meses está melhorando, pouco a pouco. O retorno à normalidade nos deu a chance de poder disputar o torneio, e faremos todo o possível para garantir que todas as medidas de segurança sejam necessárias para garantir a saúde de todos os participantes. Ao avançar com o torneio, estamos enviando uma mensagem positiva de uma das áreas mais afetadas pelo vírus ”, acrescentou.

O comunicado ressalta ser o primeiro torneio misto, presente tanto no calendário feminino como no masculino, a ser realizado na Europa.

Programado para acontecer entre 1º e 10 de maio, o torneio de Madri havia sido cancelado e chegou a organizar uma disputa em videogame (esports) com tenistas profissionais que ocorreu na data. A disputa masculina consagrou o escocês Andy Murray, no feminino a holandesa Kiki Bertens, atual campeã da disputa nas quadras, também foi campeã nos jogos.

No Feliciano López ainda agradeceu as autoridades da cidade de Madri no auxílio para a realização do torneio. "Estamos confiantes de que a situação terá melhorado ainda mais em setembro e que nos permitirá ter fãs nas arquibancadas”, disse o diretor ainda sem a certeza de que poderá vender ingressos.

"Passamos por momentos muito difíceis, mas a realização do torneio em setembro é uma pequena vitória, porque significa que estamos começando a ver a luz no fim do túnel", disse Manolo Santana, presidente honorário do torneio. "Vamos trabalhar com o cuidado e atenção necessários para tornar esta edição um torneio inesquecível. Tenho certeza de que será", completou.

O comunicado informa que detalhes da realização do torneio, incluindo a presença ou não de fãs, boleirinhos, juízes de linha e demais procedimentos serão divulgados em breve.

Um dos países mais afetados pela pandemia da COVID-19, a Espanha tem até o momento 244.683 casos confirmados da doença, com 27.136 mortos e 150.376 pacientes curados. A Comunidade Autônoma de Madri registrou o maior número de casos da doença em todo o território espanhol, com 71.959 caso e 8.863 mortos até o momento. No auge da crise, o país registou mais de 1500 mortes por dia, no fim de março. No dia 28 daquele mês, apenas a cidade de Madri registrou 345 mortos.

banner
banner