X

Nadal: 'Não tenho medo de minha data de aposentadoria'

Quinta, 21 de janeiro 2016 às 00:35:37 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Após perder na estreia do Australian Open para o compatriota Fernando Verdasco, Rafael Nadal concedeu uma entrevista ao jornal local El Español e conversou sobre a má fase, as melhorias que tem buscado para seu jogo e como vê o fim de sua carreira.



Murray

 

Ao ser perguntado sobre seu forehand "não ser mais o mesmo", Nadal reconheceu e disse que a mudança tem a ver com mudanças na bola, que "hoje em dia são mais ocas" e segundo o espanhol deixam os golpes "mais planos" e diminuem, ainda de acordo com Rafa a surpresa de uma bola em top spin. "As coisas mudaram e eu tenho tentado me adaptaràs mudanças. ão estou jogando com tanto efeito como antes, estou jogando de maneira um pouco diferente".

"Hoje em dia se joga de uma maneira mais rápida. Antes havia tempo de preparar os pontos. O mesmo jogo de hoje, com a minha versão de oito anos atrás... sinceramente acredito que seguiria estar muito acima", declarou o Rafa Nadal ao ser questionado de "o que fazia o antigo não Nadal não serve mais".

Nadal assegura que as mudanças não são muito radicais, mas que está tentando se ajustar ao que seus treinadores acreditam que ele tem que fazer para seguir entre os melhores.

"A capacidade de ganhar respeito (dos adversário) é algo que chega com as vitórias e regularidade de triunfos. O ano passado, com os resultados e as derrotas que tive contra rivais que não deveria ter perdido, é lógico que as pessoas acreditam que podem me vencer. E quando uma pessoa acredita há mais opções que aconteça", declarou o espanhol sobre não mais intimidar os rivais.

Rafa foi ainda questionado se a aposentadoria lhe assustava e negou: "De forma alguma. O tênis é parte da minha vida, uma parte muito importante durante muitos anos, mas tenho a sorte de ter uma vida que é muito mais que o tênis. Não tenh nenhum medo do depois. Sou uma pessoa com muitos interesses e paixões.Há coisas que me motivam aquém deste esporte, que me fazem feliz. Não tenho nenhum medo de minha data de vencimento, mas isso não significa que não gosto do que faço. Por isso, vou tentar que minha data de vencimento seja o mais tarde possível".

O espanhol diz que não pensa como e onde será sua retirada, pois agora seu "foco está no ranking"

banner
banner