X
banner

Melo/Dodig e Wawrinka os donos de Roland Garros. Bellucci rei da Suíça

Terça, 22 de dezembro 2015 às 11:14:57 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Relembrando os meses de maio e junho de 2015, celebramos vitórias do tênis masculino. Thomaz Bellucci voltou a vencer um torneio ATP em Genebra em maio, um mês depois Marcelo Melo, ao lado de Ivan Dodig fez história no saibro de Roland Garros.



Roger Federer abriu o mês participando da primeira edição do torneio de Istambul, na Turquia. Ali, conquistou sua vitória de número 200 no saibro e seu 85º título na carreira. No mesmo torneio, Thomaz Bellucci foi bem e chegou às quartas.

Na mesma semana, em Munique, na Alemanha, Andy Murray estreou contra o tcheco Lukas Rosol e irritado disparou ‘Ninguém gosta de você’ em direção ao rival. No saibro alemão, Murray foi campeão em um torneio no piso lento pela primeira vez na carreira, contra o tenista da casa Philipp Kohlschreiber. Bruno Soares e Alexander Peya bateram os irmãos Mischa e Alexander Zverev e levantaram o primeiro caneco do ano.

Após quase ser encerrado, o ATP de Estoril, em Portugal, viu Richard Gasquet voltar de uma lesão nas costas, que o tirou do circuito por quase dois meses, e bater o australiano Nick Kyrgios e levantar a taça.

Em casa, Karolina Pliskova conquistou seu quarto troféu WTA ao bater a compatriota Lucie Hradecka em Praga.

O circuito se encaminhou para a disputa do Masters e WTA Premier de Madri. Bellucci furou o quali, mas parou em John Isner na 2ª rodada. Federer não manteve o ritmo e caiu na estreia para Nick Kyrgios em batalha emocionante. Um dia após vencer Kohlschreiber na final em Munique, Murray e o alemão batalharam em jogo que terminou às 3h da madrugada na estreia do torneio.

Enquanto isso no feminino, Svletana Kuznetsova quebrou jejum e derrubou Sharapova na semifinal. Petra Kvitova, por sua vez, acabou coma  invencibilidade de 26 jogos de Serena. Na grande final feminina, Kvitova levou a melhor e faturou o bicampeonato.

Na final masculina, Murray dominou Nadal e faturou seu segundo título no saibro da carreira, o primeiro Masters 1000.

Na semana seguinte, todos em Roma para a disputa do Masters local. Mais uma vez, Bellucci fura o qualificatório e entra na chave principal de um Masters.

O torneio italiano começou cheio de problemas. Um incêndio no aeroporto da capital italiana forçou tenistas a desistirem da disputa em virtudes de atrasos. Jeremy Chardy ficou preso no elevador do hotel oficial da competição. Feliciano López brigou com torcedores.

Enquanto isso, Bellucci aplicou virada para chegar às 8ªs. Seu rival, Djokovic, sofreu contra Nicolas Almagro. Em busca das quartas, Bellucci enfrentou o líder do ranking pela 2ª vez na carreira, saiu na frente, mas caiu diante do sérvio. Relembre o ponto a ponto deste jogaço aqui.

No feminino, Victoria Azarenka seguia firme, bateu Caroline Wozniacki em duelo de ex-números um e avançou às 8ªs. Outra ex-número um, Ana Ivanovic, seguiu em má fase, salvou sete match-points mas parou na terceira rodada diante da jovem russa Daria Gravilova. Lesionada, Serena desistiu do torneio. A boa fase de Azarenka parou em Sharapova, que seguiu avançando e alcançou seu 35º título na carreira, o 3º em Roma.

Nadal parou diante de Wawrinka nas 4ªs de final e assistiu Federer e Djokovic definirem o troféu em Roma. O sérvio faturou o tetra.

Na semana que antencedeu Roland Garros,  Dominc Thiem venceu batalha contra Leonardo Mayer e faturou seu 1º ATP em Nice. Thomaz Bellucci seguiu em casa no saibro suíço e faturou o título do estreante ATP de Genebra ao vencer o patrício João Sousa.

 

No saibro parisiense...

No segundo Grand Slam da temporada, Serena tornou-se a 1ª mulher da história a ter 50 vitórias em casa um dos slams. Guga aproveitou o aniversário de 15 anos de seu bicampeonato em Paris e lançou sua biografia em francês.

Diante dos escândalos na FIFA, Nadal e Murray, que adoram futebol, opinaram e deram sugestões.

Fabio Fognini entrou em quadra brigando com torcedores e caiu na 2ª rodada em Paris. Feijão caiu na estreia. Apesar da boa fase, Bellucci caiu na 2ª rodada contra Nishikori. Orlandinho aproveitou a estada na capital francesa para a disputa juvenil e treinou ao lado de Federer.

No feminino, duas campeãs em RG, Svletana Kuznetsova, 2009, e Francesca Schiavone, 2010, disputaram uma batalha épica para a história do torneio. Serena chegou às 8ªs em jogo polêmico contra Azarenka. Lucie Safarova confirmou a boa base e dominou Sharapova. Ivanovic alcançou à semi em Paris  após sete anos.

No masculino, Federer parou nas 4ªs diante de Wawrinka. Mesma fase em que Nadal perdeu seis anos de invencibilidade em Roland Garros e parou em Djokovic. Tsonga fez sua 2ª semi em casa.

As semifinais das meninas foram emocionantes. Safarova fez jogaço contra Ivanovic. Serena venceu 10 games consecutivos e bateu Timea Bacsinszky. Na final, Serena, mesmo com forte gripe, levou seu 20º Slam para casa o tri em Roland Garros.

No masculino, Wawrinka manteve o ritmo e frustrou Tsonga. Djokovic sofreu e levou a melhor sobre Murray no 5º set. Na grande final, surpresa com o domínio do suíço que acabou com o sonho de Djokovic e levou Roland Garros.

Nas duplas, Marcelo Melo e Ivand Dodig fizeram história e bateram a melhor dupla do tênis, Bob e Mike Bryan e faturaram o título em Roland Garros.

E mais:

 

banner
banner