X

Rafa Matos comemora campanha em Belgrado e mira o top 70

Sábado, 29 de maio 2021 às 19:30:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Por Fabrizio Gallas - Rafael Matos vai colhendo frutos ao dedicar-se ao circuito de duplas e logo após ficar com o vice-campeonato do ATP de Belgrado II, na Sérvia, conversou com exclusividade com o Tênis News sobre a campanha e seus objetivos.



O jovem começou falando do saldo da campanha, apesar o vice-campeonato: "Estou muito feliz com essa semana e com o trabalho que venho fazendo. Infelizmente, na final, o resultado acabou não vindo. Muito pelo nosso desempenho mesmo", iniciou o jovem.

 

 

"A gente começou muito bem o primeiro set, tivemos 4/2 com break na frente e perdemos dois games duros, com dois no-ads (iguais sem vantagem). Eu acabei jogando mal esses dois pontos. E depois, no segundo set, desandou um pouco. A gente tentou se comunicar, puxar um ao outro, mas não conseguimos reverter a situação", ponderou ele que foi campeão do ATP 250 de Córdoba, na Argentina, ao lado de Felipe Meligeni Alves em março deste ano.

Rafa Matos recordou ainda a grande semana ao lado do sueco Andre Goransson, com quem jogou pela primeira vez no circuito: "Nos outros jogos, nas quartas de nas semis, a gente jogou muito bem, estava bem entrosados. Dá pra se dizer um pouco, que um completa o jogo do outro, dado o estilo de cada um. Gostei de jogar com ele, foi a primeira vez que a gente jogou junto e foi uma boa semana. Como eu disse, na final a gente não conseguiu reverter, mas tivemos alguns altos e baixos em outros jogos e no fim conseguimos dar esse gás para conseguir reverter".

"A semana acabou com um gostinho amargo, de estar ali perto do título, com um break acima no primeiro set, mas foi uma boa semana igual", se lamentou o gaúcho que neste ano faturou os challengers de Concepcion, no Chile, e e Tallahassee, nos Estados Unidos, ambos ao lado de Orlando Luz.

Os próximos passos do brasileiro, bem como objetivos a médio prazo já estão definidos para o tenista que entrará entre os 90 melhores do mundo e terá o melhor ranking na próxima lista do ranking: "Agora estou a caminho para Biella (Itália) já, onde vou jogar com o Felipe (Meligeni Alves) de novo. É um Challenger 80 e depois na outra eu vou para Bratislava (Eslováquia) num Challenger 90, que eu jogo com o Orlando (Luz). O objetivo a curto prazo continua sendo o mesmo, que é se aproximar cada vez mais do (top) 70, para conseguir se firmar nos ATPs e começar a jogar os Grand Slams, mas sempre continuar trabalhando, do jeito que temos trabalhado minha equipe e eu. Acho que a gente está no caminho certo", finalizou.

 

banner
banner