X

ABTERJ e Professores propõem protocolos para volta do Beach Tennis no RJ

Domingo, 07 de junho 2020 às 12:41:07 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A Associação de Beach Tennis do Rio de Janeiro, que organiza um circuito de torneios pela cidade e o estado do Rio de Janeiro, se reuniu pelo Zoom no último dia 2 e neste domingo lançou uma proposta de protocolo de retorno do Beach Tennis no município.



Foto: Ralff Abreu / Crédito: Paulo Carneiro

 

A proposta está nas mãos do Superintendente da Zona Sul, Marcelo Maywald, que levará para o prefeito Marcelo Crivella. O protocolo é para o retorno livre do esporte. A previsão é que os esportes possam ser praticados nas areias da praia no mês que bem.

 

Confira o protocolo:

 

1) Os administradores dos locais onde se praticam a modalidade do beach tennis deverão criar mecanismos para evitar aglomerações no entorno das quadras e manter o distanciamento de 2 metros para cada pessoa dentro e fora das quadras;

2) Os administradores dos locais onde se praticam a modalidade do beach tennis deverão comunicar, previamente, os horários para a prática do esporte respeitando a prioridade, por faixa etária, para treinos e aulas com professores, assim como reforçar a sensibilização quanto à etiqueta respiratória em caso de tosse ou espirros; 

 

3) Os administradores dos locais onde se praticam a modalidade do beach tennis deverão divulgar em postos estratégicos os materiais educativos e outros meios de informação sobre as medidas de prevenção à COVID-19, como as regras de ouro e a central 1746; 

 

4) Os administradores dos locais onde se praticam a modalidade do beach tennis deverão disponibilizar o termômetro infravermelho digital para testar a temperatura dos atletas antes dos jogos;
5) Antes de qualquer partida, a temperatura do atleta deverá ser testada usando o termômetro infravermelho digital. No caso do atleta registre temperatura acima de 37,8°C, o mesmo ficará impedido de participar da partida;

6) Os administradores dos locais onde se praticam a modalidade do beach tennis deverão encaminhar à assistência médica o(a) atleta que apresente sintomas de COVID-19;
encaminhar à assistência médica o(a) atleta que apresente sintomas de COVID-19;
7) Cada atleta/professor deverá usar, obrigatoriamente, máscara durante toda a sua permanência nas quadras de beach tennis e no seu entorno; 

8) Os jogos simples serão prioritários nas quadras, minimizando assim ao máximo o contato;
9) O uso de álcool 70o em gel será obrigatório para todas as pessoas que estiverem presentes no local onde serão realizadas as partidas de beach tennis e no seu entorno;
10) Cada atleta, deverá fazer uso, obrigatoriamente, de álcool 70o em gel nas mãos antes e depois de cada partida;
11) Antes e depois de cada partida, o atleta deverá, obrigatoriamente, passar álcool 70o em gel no grip da raquete;
12) Após cada partida, o atleta deverá higienizar seus equipamentos esportivos, guardá-los e dar a vez para o próximo jogo agendado;
13) Os atletas, professores e qualquer outra pessoa no entorno das quadras não deverão realizar saudações com contato físico como, por exemplo, apertos de mãos, abraços e beijos;
14) Os atletas não deverão permanecer nas quadras após o termino dos jogos, evitando assim, despedidas demoradas;
15) Os jogadores não devem trocar de lado na quadra, como forma de manter o distanciamento mínimo de 2,0m. Em caso de alternância da quadra, deverá ser feita no sentido horário;
16)Durante os jogos ou na alternância das quadras, os atletas não deverão tocar nas redes e nos postes de sustentação;
17) Cada atleta e cada professor, deverá levar a sua própria garrafa para hidratação e toalha, e não deverá compartilhar seus objetos pessoais;
18) Os atletas e professores não deverão compartilhar sua raquete de beach tenneis com outros atletas.

CLIQUE AQUI E CONFIRA NA ÍNTEGRA O PROTOCOLO DA ABTERJ

 

Os professores dos points do Rio de Janeiro também assinaram um protocolo para o retorno das aulas no município, alguns nomes como Joana Cortez, ex-número 1 do mundo, Ralff Abreu, ex-top 10, Guilherme Prata, campeão mundial em 2013 com o Brasil, Samantha Barijan, ex-número 1 do mundo, entre outros. 

 

Segue o protocolo dos Professores:

 

CUIDADOS INDIVIDUAIS PARA ALUNOS, PROFESSORES, ASSISTENTES E BOLEIROS

 

Não ir aos treinos se estiver com febre, sintomas de gripe, ou problemas respiratórios.
Usar máscaras adequadamente cobrindo queixo, boca e nariz.
Manter máscaras reservas disponíveis para troca sempre que a de uso ficar umedecida. Garantir que as máscaras
reservas e as usadas serão acondicionadas em sacos diferentes.
Evitar colocar as mãos no rosto - sobretudo, boca, nariz e olhos.
Recomenda-se o uso de óculos (escuros ou não).
Fazer higienização das mãos com álcool 70% (ou Lysoform ou água com sabão)
constantemente.
Cumprimentar sem contato físico, mantendo o distanciamento de no mínimo 2 metros.
Proibido compartilhar objetos pessoais: raquetes, garrafas d'água, toalha, óculos,
bonés ou viseiras, etc.
Manter distanciamento de 2 metros entre os pertences de cada um: cadeiras,
barracas, mochila, garrafa d'água, cangas, toalhas.

 

CUIDADOS GERAIS DURANTE AS AULAS

Aulas individuais, em dupla ou em grupo com o máximo de 4 pessoas por professor / quadra.
Todo o material deverá ser higienizado com álcool 70% (ou Lysoform ou água com sabão) antes de cada aula:
redes, postes, raquetes de uso dos alunos, canos para catar bolas, cesto de bolas, bolas, cones e outros materiais
necessários às aulas .
Manter distanciamento de no mínimo de 3 metros entre os alunos e entre aluno-professor durante os exercícios.
Respeitar as demarcações de espaço indicadas pelo professor durante a aula.
É recomendada que a troca de lado seja feita sempre em sentido horário.

Apenas os professores deverão tocar nas bolas durante as aulas.
Durante o treinamento de saques, única exceção que exige que o aluno toque na bola, deverá
haver nova higienização das mãos e das bolas a serem utilizadas. Cada aluno trabalhará com
um número limitado de bolas. Recomenda-se que as bolas sejam anteriormente identificadas
para que cada aluno só utilize as mesmas. Ao o aluno deve voltar a higienizar as mãos.

 

RESPONSABILIDADES DOS ALUNOS

Utilizar máscara obrigatoriamente.
Levar máscaras reservas para troca, sempre que a de uso ficar umedecida.
Levar todo o material necessário para sua higiene pessoal: álcool 70% (ou Lysoform, ou água com sabão),
papel toalha, toalha, etc.
Respeitar as orientações de seu professor durante as aulas quanto à cuidados individuais e durante as aulas.
Recomenda-se levar apenas o material estritamente necessário para as aulas.

 

 

 

RESPONSABILIDADES DOS PROFESSORES
Utilizar máscara obrigatoriamente.
Garantir que todos os alunos estejam utilizando máscaras. O aluno sem máscara não poderá fazer aula.
Disponibilizar álcool 70% (ou Lysoform ou água com sabão) e papel toalha, para o caso do aluno não ter em mãos.
Higienização de todo o material antes de cada aula: redes, postes, raquetes de uso dos alunos, canos para
catar bolas, cesto de bolas, bolas, cones e outros materiais que se façam necessários às aulas.
Garantir que todos os cuidados individuais e os cuidados durante as aulas listados acima estejam
sendo cumpridos.
Desmontar as redes utilizadas na aula ao final do período de aulas.

 

CUIDADOS APÓS AS AULAS 

Recomenda-se a higienização do grip das raquetes a cada aula.
Recomenda-se que o aluno, após seu horário de aula, deixe o local da aula a fim de garantir as recomendações
oficias dos órgãos governamentais de utilização da areia bem como para evitar aglomerações.
Após todas as aulas concluídas, a rede deverá ser desmontada a fim de não incentivar o uso fora dos horários
de aulas, onde a escola não poderá se responsabilizar pelos cuidados descritos neste protocolo.

 

CONFIRA NA ÍNTEGRA O PROTOCOLO DOS PROFESSORES DO RIO DE JANEIRO

banner
banner