X

Tsitsipas cai diante de Dzumhur em Paris e encerra melhor temporada da carreira

Terça, 30 de outubro 2018 às 13:24:51 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O grego Stefanos Tsitsipas, 16º do ranking da ATP, encerrou a temporada 2018 com uma derrota complicada diante do bósnio Damir Dzumhur, 52º, na estreia do Masters 1000 de Paris-Bercy.  Dzumhur aguarda pelo vencedor do duelo entre Novak Djokovic e João Sousa.



Tsitsipas bem que tentou, mas parou na eficiência do saque e no forehand cruzado de Dzumhur após 1h12 de partida com placar em um duplo 6/3 tendo convertido um ace contra dois do grego, que venceu 54% dos pontos jogados com seu primeiro serviço contra 69% de aproveitamento do bósnio.

Dzumhur foi muito efetivo na partida, trabalhou bem na linha de base, buscou alongar trocas de bola e forçou o grego a salvar dois breakpoints no terceiro game e conquistou quebras no quinto e nono game saindo em vantagem.

Na segunda etapa,  os tenistas trocaram quebras entre o segundo e o quarto game, mais sólido em seu saque, Dzumhur abriu 5/1 no placar com nova quebra no sexto game, viu o grego lutar e salvar match-point no sétimo game devolvendo uma das quebras, tentou resistir, salvou dois novos match-points no nono game, mas o bósnio confirmou o saque.

Nas oitavas de final, Dzumhur aguarda pelo vencedor da partida entre o português João Sousa, que saiu do qualificatório, e o sérvio Novak Djokovic.

Melhor ano da carreira:

Aos 20 anos, o grego Stefanos Tsitsipas viveu a melhor temporada de sua carreira. O jovem, que é treinado pelo pai Apostolos, iniciou o ano como 91º da ATP, e o finalizará dentro do top 20. 

Tsitsipas foi o segundo atleta da chamada 'Next Gen' a chegar á final de um torneio do Masters 1000, em Toronto, no Canadá, onde foi derrotado pela experiência do espanhol Rafael Nadal

O espanhol foi também seu algoz de sua primeira final de torneio ATP da carreira, em maio deste ano,quando foi vice-campeão do ATP 500 de Barcelona, na Espanha.

Na temporada, Tsitsipas foi campeão do ATP 250 de Estocolmo, na Suécia, há duas semanas e venceu 41 jogos e acumulou 27 derrotas e acumulou premiação superior a US$ 2 milhões.

Em torneios do Grand Slam, a efetividade foi menor e o grego caiu na estreia no Australian Open, na segunda rodada em Roland Garros, parou nas oitavas em Wimbledon e na segunda rodada do US Open.

banner
banner