X

Nº 1, Melo é inspiração para principais jovens do Brasil no Bahia Juniors

Sábado, 24 de outubro 2015 às 13:08:18 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O Brasil voltará a ter um tenista no topo desde Gustavo Kuerten em 2001 com a chegada de Marcelo Melo nas duplas. O feito é inspiração para os jovens da 31ª edição do Bahia Juniors Cup, evento mundial juvenil no Clube Bahiano de Tênis, em Salvador.



A competição abriga três dos seis melhores juvenis do país no ranking mundial somente no masculino e a segunda melhor brasileira que está no grupo do top 100. Gabriel Decamps, sexto melhor do Brasil e 191 do mundo, que disputa neste sábado a final contra o argentino Juan Jalif, celebrou a chegada e lembrou do contato com Marcelo: "Com certeza inspira. Fico muito feliz dele estar como número 1 do mundo, é um cara muito guerreiro, luta muito e joga muito tênis. Foi muito merecido. Tive a oportunidade de entrar com ele na quadra central de Roland Garros, é um cara muito focado, é muito disciplinado e merece", disse o jovem de 16 anos que venceu ois pré-qualificatórios, um em frente à Torre Eiffel e disputou a chave juvenil do Aberto da França, um dos quatro Grand Slams do ano, vencido nas duplas por Melo ao lado do croata Ivan Dodig.

Número 100 do ranking e terceiro melhor do Brasil, Felipe Alves Meligeni, sobrinho de Fernando Meligeni "É um exemplo pra todo mundo que está jogando aqui, é um orgulho para todos ter mais um número 1 e dá motivação pra todo mundo", afirmou Felipe que teve contato com Marcelo também em Roland Garros: "Aqueci um adversário que ia jogar contra ele, encontrei com ele depois e ele tirou sarro de mim, brincando 'pô, fica aquecendo meu rival, cara ?'", apontou Felipe que foi vice-campeão de duplas na noite desta sexta no Bahia Juniors Cup com o baiano Lucas Cruz.

O baiano Leonardo Menezes e o pernambucano João Lucas Reis, campeões de duplas, comentaram: "Estou feliz, vai ser mais um no topo, dá motivação a mais pra todos aqui, é humilde, um bom cara", apontou Reis, de apenas 15 anos: "Ter tido um número 1 na simples, agora na duplas e outro que é top 10. Nós que estamos em quadra sabemos o quão difícil é chegar no top 500 do mundo, então é um feito enorme e só ajuda a gente saber que podemos chegar lá um dia", completou Menezes, de 17 anos.

Para Melo, chegar ao topo ainda é um feito indescritível e ele ficou feliz ao saber que inspira os jovens talentos: "Realmente é gratificante chegar ao posto de número 1 do mundo, quando somos crianças sonhamos ganhar um Grand Slam, ser número 1 e este ano juntou tudo praticamente ao mesmo tempo, estou feliz demais, não tem como descrever o que estou sentindo," disse: "Espero que muita gente aproveite esse momento, várias crianças e juvenis passem a jogar e acreditar que possam chegar lá e fico ainda mais feliz ao saber que a garotada do Bahia Juniors me vê como inspiração".

As finais da 31ª edição do Bahia Juniors Cup começam a partir das 15h no duelo brasileiro no feminino entre Thaísa Pedretti, principal favorita e 83ª colocada do ranking mundial, e a carioca Maria Silva. Pedretti, campeã de 2013, marcou 6/0 e viu a rival egípcia Nermeen Shawky desistir com lesão no punho direito, e Silva, vencedora do ano passado, superou a segunda favorita, a colombiana Yuliana Monroy, por 6/4 1/6 6/2.

No masculino, Gabriel Decamps enfrentará o argentino Juan Jalif logo a seguir.

A entrada é gratuita ao público.

A 31ª edição do Bahia Juniors Cup contou com 209 atletas de 12 países e este ano se tornou uma das três maiores do país junto com Londrina (PR) com pontuação Grau 3 para o ranking mundial da ITF só perdendo para o mais tradicional que é o Banana Bowl e o Campeonato Internacional Juvenil, a Copa Gerdau. O evento, que conta pontos pro ranking Sul-Americano do Cosat nos 14 e 16 anos, e da Confederação Brasileira de Tênis, nos 12 anos, é o maior da história do Nordeste no tênis juvenil.

O tradicional torneio era chamado de Copa Econômico na década de 80 e 90 e seleiro de grandes craques. Gustavo Kuerten foi campeão dos 16 anos derrotando o baiano Duda Catharino Gordilho na final. Passaram pelo evento Teliana Pereira, Andreia Vieira, Fernando Meligeni, Marcelo Saliola, entre outros fortes nomes do tênis nacional.

A competição abriga atletas do Brasil, Rússia, Estados Unidos, Bolívia, Suíça, Grã-Bretanha, Egito, Colômbia, Argentina, Paraguai, Uruguai e Chile.

Programação deste Sábado (24/10):

15h - (1) Thaísa Pedretti (BRA) x Maria Silva (BRA)

A Seguir - (3) Gabriel Decamps (BRA) x Juan Jalif (ARG)

banner
banner